Seleccione Edição
Login

Mercado comemora resultado das eleições e enfraquecimento do PT

Para especialistas, Governo sai mais fortalecido para aprovar medidas do ajuste defendidas por investidores

Prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB).
Prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB). AP

O resultado das eleições municipais deste domingo, que revelou um enfraquecimento do PT em várias capitais e a ascensão do PSDB, agradou os investidores. A Bolsa de Valores de São Paulo abriu a semana em alta e o dólar registrou queda nesta segunda-feira. O Ibovespa encerrou o dia com salto de 1,87%, a 59.461 pontos, e a moeda norte-americana recuou 1,41%, cotada a 3,20 reais, o menor valor de fechamento desde agosto.

O movimento dos índices, segundo especialistas ouvidos pelo EL PAÍS, deve-se principalmente às notícias relacionadas às eleições. A Bolsa de Valores também foi impulsionada pelos ganhos da Petrobras e do Itaú-Unibanco. Para o economista André Perfeito, da Gradual Investimentos, a vitória de João Doria (PSDB) em primeiro turno, fato histórico em São Paulo, foi interpretada pelos agentes financeiros como um chancela das reformas econômicas. Doria, afilhado político do governador Geraldo Alckmin, fez campanha pregando abertamente privatização de alguns equipamentos públicos, sinalizando que o tema não é um tabu como foi no passado para o próprio Alckmin. “Sabemos que a eleição de São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, repercute em todo o país. O que o mercado lê agora é que há espaço para passar reformas importantes do ajuste fiscal”, explica. Segundo o economista, após anos de políticas de esquerda predominando no cenário nacional, os investidores veem com bons olhos uma guinada à políticas econômicas mais liberais.

Na visão da economista Camila Abdelmalack, da Capital Markets, o principal fator de certa euforia dos investidores com as eleições foi a derrota do PT. “Quando você compara os resultados de 2012 com os de domingo, a queda é grande. E a leitura é que o país terá uma nova dinâmica da política, voltada mais para a direita”, explica. Além de perder em São Paulo, o PT naufragou também no Nordeste, onde historicamente o partido costuma ter bons resultados. Em 2012, o PT tinha a terceira maior bancada de prefeituras com 630 municípios, agora, com o resultado do primeiro turno, está no décimo lugar com 256. Já o O PSDB aumentou o número de prefeituras e hoje está com 791 municípios, em segundo lugar. Já o PMDB continua sendo o partido que mais elegeu prefeitos neste ano, com 1028 prefeituras.

“Foi essa mudança de comando das prefeituras que deu gasolina aos investidores”, ressalta Pablo Stipanicic Spyer, diretor da Mirae Asset. Para o economista, com esse novo quadro, a base aliada do Governo Temer se fortalece e facilita a aprovação de medidas mais impopulares. “Estava tudo muito parado, mas, com esse novo cenário, o PMDB ganha mais impulso para aprovar as medidas do ajuste fiscal, como a PEC 241, que limitado teto de gastos do orçamento”, explica. O relatório da proposta constitucional que limita o avanço dos gastos pelo IPCA do ano anterior deve ser lido nesta terça-feira e votado em comissão da Câmara ainda nesta semana.

Segundo boletim do Santander, citado pelo site InfoMoney, o resultado do pleito trouxe ainda outra mensagem importante aos investidores: mostrou que o impeachment é apoiado pela grande parte da população. "O que é marginalmente positivo para Temer se ele for capaz de melhorar as condições econômicas", explica.

Apesar da expectativa dos investidores com a renovação das prefeituras, a agência de risco Fitch, ressaltou, em um relatório divulgado nesta segunda-feira, que os prefeitos recém-eleitos do Brasil terão pela frente desafios fiscais bem maiores que os seus antecessores. Os novos líderes municipais também precisarão, segundo a agência, encontrar recursos para melhorar os serviços de saúde e de segurança.

MAIS INFORMAÇÕES