Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

México abrirá em setembro as paradisíacas Ilhas Marietas para o turismo

Atrações do Pacífico ficaram fechadas por três meses, depois que os corais marinhos foram danificados pelo excesso de turistas

A Praia do Amor no Pacífico mexicano.
A Praia do Amor no Pacífico mexicano.

As Ilhas Marietas, no Pacífico mexicano, voltarão a receber turistas em setembro. A Comissão Nacional de Áreas Naturais Protegidas (Conanp) fechou esse destino paradisíaco em maio, devido a severos danos nos recifes de coral que cercam o arquipélago. As autoridades ambientais explicaram na época que o excesso de turistas e o fenômeno climático El Niño tinham alterado a temperatura da água na região, prejudicando com isso a fauna.

Desde 9 de maio, especialistas da Universidade de Guadalajara começaram um processo de conservação que restaurou boa parte do recife. Na primeira etapa foram colocados 550 fragmentos de coral no leito marinho, graças ao que houve a recuperação de cerca de 50% do ecossistema. Os especialistas calculam que em dois meses a recuperação pode chegar a 80%.

O diagnóstico da Conanp foi devastador, e as imagens de corais branqueados foram a melhor prova da necessidade de intervenção. “O ecossistema marinho, possuidor de grande riqueza biológica, começou um acelerado processo de deterioração por diversas causas, que puseram em risco a biodiversidade e a beleza do local, bem como os serviços ambientais que gera”, explicou a comissão.

A abertura das ilhas e da Praia do Amor, sua principal atração turística, se dará sob normas estritas. A entrada na praia será feita em grupos de 15 pessoas, que só poderão permanecer nela por 30 minutos. A cada dia as autoridades permitirão a passagem de no máximo 116 turistas. As visitas foram reduzidas ao mínimo. A regra anterior permitia até 625 visitantes por dia, e durante os feriados da Semana Santa entraram lá até 3.000 pessoas por dia. O mergulho está proibido em volta da ilhota, assim como o uso de nadadeiras e óculos. A praia ficará fechada às segundas e terças-feiras.

As autoridades ambientais iniciaram vigilância permanente da região e serão mais duras com os donos de embarcações que se aproximarem das ilhas, que são consideradas Área Natural Protegida e Patrimônio Mundial pela Unesco. Além disso, abrirão uma nova trilha na Ilha Larga, a maior do arquipélago, para a observação de aves.

As Ilhas Marietas fazem parte do corredor turístico que inclui Puerto Vallarta e a Riviera Nayarita. Em sua costa ocorre a reprodução das baleias jubarte e de outros 10 cetáceos e o nascimento de tartarugas marinhas. No local há 15 espécies de corais, que convivem com arraias gigantes, tubarões-martelo e tubarões-touro. Além disso, 92 espécies de aves habitam a região. As Ilhas Marietas se estendem por 1.383 hectares.

MAIS INFORMAÇÕES