Gravação do avião da EgyptAir confirma que houve um incêndio a bordo

A caixa-preta do voo MS804 registra a existência de fogo antes de o avião cair

As caixas-pretas do avião.
As caixas-pretas do avião.Ministério da Aviação Civil do Egito (EFE)

Mais informações

A gravação da cabine do voo MS804 da EgyptAir mostra que houve uma tentativa de apagar um incêndio a bordo antes que o avião caísse, no último dia 19 de maio, no mar Mediterrâneo, segundo fontes da comissão que investiga o caso.

A gravação confirma os dados extraídos da outra caixa-preta e que já indicavam a presença de fumaça no banheiro da aeronave e no sistema eletrônico. A comissão não esclareceu ainda qual teria sido a causa dessa anomalia, mantendo em aberto todas as hipóteses.

O avião, um Airbus A320, caiu no mar devido a causas ainda desconhecidas com 66 pessoas a bordo. O voo fazia a rota Paris-Cairo, razão pela qual as investigações vêm sendo realizadas principalmente por autoridades da França e do Egito. A possibilidade de que o aparelho tenha sido alvo de um atentado não foi totalmente descartada, embora nenhum grupo terrorista tenha assumido uma suposta autoria. Investigadores gregos afirmam que o aparelho deu um giro de 90 graus para a esquerda, para depois girar de novo 360 graus para a direita e cair dos 11.300 metros de altura para menos de 3.000, antes de desaparecer do alcance dos radares.