Seleccione Edição
Login

Taylor Swift no Grammy: “A todas as mulheres, não se deixem menosprezar”

A vencedora do Grammy 2016 usa tom feminista em discurso depois do insulto de Kanye West

Taylor Swift com o Grammy de disco do ano.

Passavam das oito e meia da noite em Los Angeles quando Taylor Swift foi coroada no palco do Staples Center por 1989, considerado o melhor disco do ano pela indústria da música. Até esse momento, a sua vitória não parecia evidente, pois, das seis indicações que recebera, havia ganho apenas duas e tivera de dividir os prêmios da categoria pop, seu habitat natural, com seu amigo Ed Sheeran. A explosão de alegria parecia sincera quando ela subiu ao palco para receber o Grammy. Aos 26 anos, é a única mulher na história a ter conquistado esse prêmio duas vezes.

No palco, Taylor Swift deu a impressão de ter muito claro o que queria dizer. Suas palavras foram as seguintes: “Quero dizer a todas as mulheres jovens: haverá pessoas no caminho que tentarão desprezar o seu sucesso ou levar todos os créditos pelos seus êxitos ou pela sua fama. Mas se você focar no trabalho e não permitir que essas pessoas a menosprezem, um dia chegará ao seu destino, olhará à sua volta e saberá que foi você e aqueles que gostam de você que a colocaram no topo, e essa será a melhor sensação do mundo”.

As palavras de Swift no Grammy 2016 não são apenas um estímulo às mulheres de sua geração. Elas foram pronunciadas em um contexto bastante particular. No dia 11 de fevereiro passado, o rapper Kanye West lançou o seu novo álbum, The Life of Pablo. No disco há uma canção chamada Famous, em que ele afirma: “Acho que Taylor e eu ainda podemos fazer sexo. Por que? Eu que fiz essa vaca ficar famosa”. A frase literal em inglês é: “I made that bitch famous”.

Segundo West, ele alertou Swift sobre a letra da canção. Um representante da artista negou essa versão nos veículos de comunicação especializados e afirmou que West tentou fazer com que Swift divulgasse a música em sua conta no Twitter. Ela se negou, e, além disso, alertou-o de que não deveria lançar uma canção com uma mensagem “misógina”, de acordo com essa versão.

O discurso de Taylor Swift foi interpretado como uma resposta direta a West, que, dessa maneira, consegue mais uma vez se colar em prêmios que não conquista. Durante a cerimônia dos Video Music Awards de 2009, West subiu ao palco e interrompeu Taylor Swift quando esta agradecia o prêmio recebido por seu clip You Belong to Me. Com ela no palco, o rapper defendeu de forma realmente incômoda que o videoclipe de Beyoncé era melhor. Nos Grammy do ano passado, quando Beck ganhou, contra todas as previsões, o prêmio de disco do ano com Morning Phase, Kanye West voltou a subir ao palco, interrompeu-o e defendeu que o disco de Beyoncé era mais bem trabalhado. Kanye West não esteve nos Grammy neta segunda-feira, mas conseguiu se fazer presente mais uma vez.

MAIS INFORMAÇÕES