Seleccione Edição
Login

O que foi 2015 para os brasileiros segundo as pesquisas no Google

O buscador divulgou sua lista anual dos assuntos mais pesquisados pelos usuários

Assim foi como o EL PAÍS te contou cada um deles

Acaba, 2015! Este tem sido um dos bordões das redes sociais nas últimas semanas. A exaustão dos usuários de internet é um reflexo de 12 meses intensos, de muitas notícias, informações e também tragédias humanitárias e ambientais que marcaram o ano.

As principais buscas realizadas pelos brasileiros no Google
As principais buscas realizadas pelos brasileiros no Google

Há poucos dias o Google liberou sua lista anual com as principais buscas realizadas pelos brasileiros na internet. O relatório serve como retrospectiva para os principais acontecimentos do ano e mostram o alinhamento entre o interesse dos leitores e a cobertura que o EL PAÍS Brasil deu a cada um desses temas.

Pelas informações reveladas pelo buscador a sensação de exaustão dos usuários de internet no final deste ano encontra justificativa. O desastre em Mariana e os atentados em Paris foram campeões de audiência e também destaques entre as buscas do Google. Não houve trégua, a intensidade informativa e noticiosa se acentuou somando relevantes acontecimentos internacionais como o terrorismo do Estado Islâmico e a guerra na Síria, à crise política e econômica brasileira, manifestações de rua e o processo de impeachment, que juntos, deram ao final de 2015 a sensação de ser interminável. Mas não foi só isso que povoou o mundo informativo neste ano. Virais, cinema, ativismo e formas de ajudar outras pessoas também tiveram destaque.

Segundo os dados liberados pelo Google, as principais Pesquisas de 2015 no Brasil foram:

Caso de corrupção na Petrobras

Corrupção na Petrobras foi o tema mais buscado pelos brasileiros em 2015, acumulando mais de 52 milhões de pesquisas durante o ano, com um pico no mês de janeiro. O assunto não é precisamente recente e vem sendo tratado pelos veículos de comunicação de forma constante, mas foi em junho que o Google o destacou como tema mais buscado no mês, época em que a figura do juiz Sergio Moro ganhou mais destaque e a crise política começou a tomar corpo no país.

"Qual foi o escândalo de corrupção na Petrobras?", "Onde comprar ações da Petrobras?", "O que a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) diz sobre a Petrobras?" e  "O que é a Operação Lava Jato?" foram as principais perguntas dos usuários brasileiros sobre o assunto.

Adversidades Econômicas

Os problemas da economia brasileira foram buscados mais de 18 milhões de vezes, e foi o principal assunto durante o mês de setembro. Os brasileiros querem saber sobre inflação, desemprego, PIB e economia, nesta ordem. "O quê é inflação?", "qual é a taxa de desemprego?" e "o que é desemprego estrutural?" foram as principais perguntas feitas no Google. Na cobertura do EL PAÍS, a reportagem 'Maneiras de ganhar a vida no Brasil que diz adeus ao pleno emprego' foi uma das mais lidas sobre o assunto.

Mas aconteceram mais coisas: o ajuste fiscal de Levy, a troca do ministro de economia por Nelson Barbosa, subida do dólar e a retirada do grau de investimento do país pelas agências Standard&Poor´s e recentemente pela Fitch também foram tratados na cobertura econômica deste ano.

Desastre em Mariana

O terceiro assunto mais procurado pelos brasileiros em 2015 foi o Desastre em Mariana, amplamente noticiado pelo EL PAÍS Brasil desde o momento do rompimento da barragem de Bento Rodrigues, no dia 5 de novembro. Foram mais de 14 milhões de buscas por notícias sobre a tragédia ambiental, um dos assuntos mais lidos no EL PAÍS durante o ano.

No mesmo dia da catástrofe a jornalista Heloísa Mendonça foi até Mariana para cobrir o acontecimento e a entrevista com o coordenador do Projeto Manuelzão foi um dos principais destaques .

Segundo o Google as pessoas procuravam informações sobre o maior desastre ambiental da história do Brasil através das perguntas: "O que aconteceu em Mariana?" e "Por que a barragem de Samarco se rompeu?". E uma das principais pesquisas foi "Como faço doações à cidade de Mariana?". Aqui você pode reler a cobertura completa.

#MeuPrimeiroAssédio

Em outubro a campanha do Meu Primeiro Assédio foi a campeã em pesquisas no Brasil, acumulando mais de 11 milhões de buscas no Google ao longo do ano. #MeuPrimeiroAssédio se transformou em um movimento viral como resposta a mensagens de pedofilia publicadas no Twitter por usuários que se dirigiam a uma das participantes da edição infantil do programa de televisão MasterChef Júnior. A ONG Think Olga foi quem iniciou o movimento e o EL PAÍS contou esta história e sua repercussão nas redes sociais em 'O dia em que relatos do primeiro assédio tomaram conta do Twitter', que foi o tema mais lido durante o mês de outubro no jornal.

As pesquisas sobre Assédio Sexual, Assédio e Igualdade de Gênero ganharam relevância no Google mostrando o interesse dos brasileiros e abrindo espaço para que a maré feminista ganhasse ainda mais força na internet durante o último trimestre do ano. Apoiando o movimento de resposta das mulheres, a youtuber JoutJout Prazer, uma das mais relevantes no país, publicou o vídeo "Vamos fazer um escândalo". A repercussão fez com que a sua fanpage no Facebook saísse do ar.

Depois do #MeuPrimeiroAssédio, outras bandeiras relacionadas aos movimentos feministas ganharam visibilidade e também foram noticiadas pelo EL PAÍS. A campanha #MeuMelhorAmigo e os protestos contra a PL5069 acompanhados do hashtag #ForaCunha foram algumas delas. Com tudo isso, podemos dizer que o feminismo foi uma das pautas deste ano na internet brasileira e no EL PAÍS.

Atentado em Paris

No dia 13 de novembro o mundo assistia impactado ao Atentado Terrorista em Paris e cerca de 900 mil buscas foram realizadas no Brasil procurando notícias e informações sobre uma das maiores tragédias da história recente da França.

O EL PAÍS, através da sua rede de correspondentes internacionais, deu cobertura ao vivo a todos os acontecimentos na Sala Bataclan, Stade de France e nos restaurantes e cafés da cidade luz.

"O que aconteceu em Paris?", "Por que o Estado Islâmico atacou Paris?", "É seguro viajar para Paris?" foram algumas das principais pesquisas internacionais identificadas pelo Google, que teve neste dia o maior interesse de buscas internacionais por Paris na sua história.

Além do Ao Vivo, o relato do espanhol que havia sido dado como morto e que informou pelo Facebook que ainda estava vivo foi um dos temas mais lidos da cobertura, além das informações sobre as vítimas, histórias dos sobreviventes e as investigações da polícia europeia.

Star Wars

Já em dezembro, para fechar o ano, Star Wars foi o assunto mais procurado com quase 200.000 pesquisas, sendo um dos temas mais relevantes do ano para os usuários brasileiros do buscador.

Otras pesquisas no Google

O que foi 2015 para os brasileiros segundo as pesquisas no Google

Terremoto no Nepal, que aconteceu em abril e acumulou mais de 85 mil pesquisas, sendo um dos principais temas do ano.

Em fevereiro tivemos a polêmica do vestido azul ou dourado. Quem lembra dele? Na época, mais de 73.000 pessoas procuraram a resposta para o enigma.

Durante o mês de abril, o caso de corrupção na Fifa começou a ganhar visibilidade e de lá pra cá mais de 40.000 buscas foram realizadas sobre o tema.

A Morte do Leão Cecil, que aconteceu em julho, sensibilizou os leitores gerando mais de 32.000 pesquisas no Google. O EL PAÍS foi um dos primeiros veículos no Brasil a informar sobre a caça do símbolo do Zimbábue.

Também foi em julho que a restauração das relações entre Cuba e EUA chamou a atenção dos brasileiros, que realizaram mais de 27.000 pesquisas durante o ano. A COP 21, Cúpula do Clima em Paris, foi o segundo assunto mais relevante em novembro para mais de 13.000 pessoas. O Google ainda destacou as buscas relacionadas à descoberta de água em marte, que também ganhou grande cobertura no EL PAÍS Brasil.

Crise dos Refugiados

E a situação migratória internacional gerou mais de 23.000 pesquisas no Brasil e vem sendo tratado pelo EL PAÍS desde que a Guerra na Síria começou a gerar a fuga massiva dos seus cidadãos.

Segundo o Google, o interesse de pesquisa por "migrante" x "refugiado" teve um pico relevante entre os meses de setembro e novembro, depois que a morte do pequeno Aylan Kurdi foi noticiada por este jornal. A crônica 'Uma criança é o mundo inteiro' foi um dos conteúdos mais lidos este ano no EL PAÍS.

"O que aconteceu com Aylan Kurdi?", "O que está causando a crise migratória?"  e "Por que os sírios deixaram a Turquia?" foram algumas das principais pesquisas internacionais destacadas pelo buscador.

Já no Brasil, os usuários queriam saber: "De onde vêm os refugiados?", "O que causa as crises relacionadas aos refugiados?", "De onde vêm os refugiados no Brasil?", "O que é um refugiado?", "Qual o motivo da crise de refugiados europeia?". Todas estas perguntas foram respondidas nos inúmeros artigos publicados no nosso especial Crise dos Refugiados na Europa.

 Veja o vídeo divulgado pelo Google com as principais buscas realizadas ao redor do mundo durante 2015: