Atentados em Paris

#porteouverte: solidariedade no Twitter após os atentados de Paris

Iniciativas para acolher cidadãos afetados e lemas de paz sãos protagonistas das redes

Algo tão simbólico e tão solidário como abrir as portas da própria casa para quem precise se transformou em uma das hashtags mais mencionadas no Twitter pouco tempo depois de se tornar pública a informação sobre os atentados em Paris nesta sexta-feira. Segundo a ferramenta de medição Topsy, mais de 190.000 tuítes com a hashtag #porteouverte (que significa portas abertas) foram publicados em menos de duas horas. Tudo começou com os cidadãos da capital francesa oferecendo abrigo aos que necessitassem.

Alguns tuiteiros optaram por publicar abertamente o endereço de suas casas, enquanto a hashtag se popularizava como ação e referente solidário em meio à barbárie terrorista.

Estes são alguns exemplos:

Um site foi criado para indicar a localização dos refúgios seguros mais próximos para os que estão em Paris. Divulguem.

Se você está em Paris e precisa de um lugar seguro para ficar, ou pode oferecer um, os parisienses estão utilizando a hashtag #porteouverte

"Vocês são bem-vindos em nossa casa se estão com medo de ir às suas casas em Paris e se estão perto de La Vilette"

"Para qualquer pessoa que esteja presa em Paris e precise de abrigo e de um lugar seguro, qualquer templo Sikh Gurdwara estará feliz em recebê-los"

"Se vocês estão em Paris e buscam um refúgio, usem a hashtag #porteouverte. Os parisienses deixarão vocês entrarem em suas casas"

"Todos que necessitem podem vir à rua Keller. Posso deixar a porta aberta se precisarem. Têm muitos policiais aqui"

#NousSommesUni (que significa estamos unidos) foi outro dos lemas da noite. Uma imagem da hashtag escrita em branco em um fundo preto publicada pela conta do Ministério de Relações Exteriores da Alemanha no Twitter foi compartilhada mais de 3.800 vezes.

Esta versão do símbolo da paz com a Torre Eiffel publicada por @therealBansky, conta de um fã do famoso artista, superou 73.000 retuítes.

"Paz para Paris"

Embora a imagem tenha se popularizado através da conta que leva o nome do famoso grafiteiro, foi criada pela artista gráfico Jean Jullien:

"Corpos estirados em frente ao número 10 da rua Charonne. Os lençóis são jogados pelas janelas para cobrir os corpos"

Outra das reações solidárias que chamou a atenção nas redes sociais foi como alguns moradores jogaram lençóis pelas janelas para cobrir os corpos das vítimas.

Os taxistas de Paris apagaram os taxímetros e estão levando pessoas às suas casas gratuitamente esta noite, segundo FRANCE24

A jornalista Jessica Guynn, do USA Today, divulgou que os taxistas da capital francesa estavam se oferendo para levar às suas casas, grátis, os cidadãos que necessitassem.

Você pode acompanhar todas as informações sobre os atentados de Paris através do tempo real do EL PAÍS.

Arquivado Em: