Governo da Espanha
Pedro Sánchez, nesta segunda-feira, na Moncloa.

Sem acordo entre partidos, Espanha se encaminha para novas eleições

Após consultas com as legendas Rei decide não apresentar o nome de um presidente de Governo para a avaliação do Congresso

Santiago Abascal, líder do espanhol Vox, ao chegar em um comício no dia 24 de abril.

Os segredos da estratégia da extrema direita: Vox com a cartilha de Trump e Bolsonaro

Eles compartilham contatos. Contam com sites que, antes das eleições, compartilham conspirações e conteúdos falsos. Obtêm dinheiro dos mesmos fundos. Usam o mesmo vocabulário. E estão convencidos de que, juntos, algum dia, vencerão

Verne

‘Fantasminha LGTB’ assombra extrema direita espanhola e vira ícone gay

Emoji usado em um meme pelo partido ultradireitista foi batizado de ‘Gaysper’

EDITORIAL
O presidente do Governo Pedro Sánchez, junto à presidente do PSOE, Cristina Narbona, em reunião nesta segunda-feira

Vitória socialista na Espanha

O Parlamento que sai destas eleições permite, teoricamente, diferentes alternativas de composição de Governo, afastando a aberrante possibilidade de novas eleições, como ocorreu em 2016

ELEIÇÕES NA ESPANHA
Discurso de Pedro Sánchez após vitória nas urnas na noite deste domingo, 28

Socialistas vencem na Espanha, e extrema direita entra no Parlamento

PSOE voltou a vencer as eleições gerais após 11 anos, mas precisará de pactos para governar. Ultradireitista Vox conquista inéditas 24 cadeiras no Parlamento, menos que o esperado

Eleições na Espanha
Pedro Sánchez acena para simpatizantes na sede do PSOE, em Madri

Como a vitória dos socialistas nas urnas muda o cenário político espanhol

Pedro Sánchez, o atual premiê, é o único em condições de formar Governo. Direitista PP sofre derrota histórica e Ciudadanos se apresentam como oposição

PSOE ganha, mas precisará de pacto para governar na Espanha

Segundo pesquisa GAD3, o PSOE, do presidente Pedro Sánchez, seria o vencedor, conquistando de 116 a 121 cadeiras

Eleições gerais na Espanha
Evento de fechamento de campanha do PSOE em Valência, com Pedro Sanchez como protagonista.

Espanha vota mais dividida do que nunca

Esquerda vai às urnas com medo do Vox como grande força mobilizadora. A direita se concentra em seu enorme desejo de tirar Sánchez do poder

Cartazes eleitorais em Madri.

A direita silenciosa e outras cinco possíveis surpresas nas eleições na Espanha, segundo as pesquisas

Analisamos as incógnitas de domingo o voto oculto no partido de Abascal e a ressurreição do Podemos

A inevitável busca pelo pacto

Não há política sem conflito, mas tampouco sem consenso. Acabou-se o velho sistema de partidos capazes de reunir votos suficientes para governar sozinhos.

Eleições na Espanha
Pedro Sánchez, durante sua entrevista ao EL PAÍS

Pedro Sánchez: “Há um risco real de que a direita se some à extrema direita” na Espanha

Em entrevista ao EL PAÍS, o primeiro-ministro socialista, candidato à reeleição, diz que uma eventual participação do partido de esquerda Podemos no seu Governo “não é nenhum problema”

Algumas lições de outros processos eleitorais.

Cinco lições sobre desinformação que aprendemos nas campanhas de EUA e Brasil

Às vezes as notícias enganosas não têm por objetivo que você acredite nelas, mas impor uma agenda

Duas pessoas esperam o resultado das eleições gerais espanholas de 2015.

WhatsApp fecha canais de partidos espanhóis e se retira da disputa eleitoral

Facebook, dono do serviço de mensagens, aplica com rigidez seus termos de serviço e limita a atuação das agremiações políticas

Eleições na Espanha
Pôster de campanha do primeiro ministro espanhol e candidato do Partido Socialista (PSOE) Pedro Sanchez.

A esquerda cresce mas ainda precisa apoios para governar

PSOE, Podemos e Compromís somariam 165 cadeiras, ficando a 11 da maioria no Congresso. Ainda há um 26% de votantes indecisos

Eleições na Espanha
O primeiro-ministro Pedro Sánchez, com Susana Díaz (à esquerda) e a ministra da Fazenda, María Jesús Montero, em um comício eleitoral em Dos Hermanas (Sevilha).

Uma campanha interminável na Espanha

Ao contrário do que acontece em outros países, o inimigo espanhol não é externo. A Catalunha, e ultimamente a Espanha, vivem em estado de exaltação nacional permanente