Opinião

Fazer o EL PAÍS não é fácil

Os cidadãos precisam de informações verdadeiras e de opiniões plurais, além de meios que respeitem e busquem a realidade

Entrevista | Pedro Sánchez
Eleições na Espanha

Pedro Sánchez: “Há um risco real de que a direita se some à extrema direita” na Espanha

Em entrevista ao EL PAÍS, o primeiro-ministro socialista, candidato à reeleição, diz que uma eventual participação do partido de esquerda Podemos no seu Governo “não é nenhum problema”

Pedro Sánchez: “De repente, voltam a surgir, entre a direita e a esquerda, tiques que julgávamos esquecidos”

O presidente do Governo espanhol fala com o EL PAÍS no contexto das comemorações dos 40 anos da Constituição daquele país

Coluna

Vá em frente, #MeToo!

O importante é que os crimes de estupro e abuso ficam impunes em boa parte do mundo

Coluna

O que será do feminismo depois de 2017?

Se o movimento contra o assédio sexual resistir aos ataques, pode ser um marco na história do feminismo

Coluna

Armas de distração em massa

A agnotologia é o estudo da fabricação premeditada do desconhecimento

Coluna

Os príncipes das trevas

O perigo para a democracia não é mais relacionado aos militares, mas a grupos civis e ‘think tanks’

Opinião

A democracia liberal, em declive

Novas leis de mordaça e a pretendida proteção de identidades e crenças corroem o sistema

Coluna

As escadas são para subir e descer

Trump exige uma vigilância intensa e uma exaltação diária da razão como guia do pensamento

Crise dos Refugiados

Do que fogem os sírios e por que agora?

Por que centenas de milhares de sírios se dirigem à Europa? Por que agora, e não antes, perderam toda esperança de que a guerra civil chegue ao fim?

Análise

A neutralidade ferrenha de um rei

Juan Carlos I baseou seu sucesso na sua capacidade para manter a Coroa longe de batalhas partidárias durante seu reinado

ponto de observação

Temas que voam sob o radar dos cidadãos

O acordo comercial entre a União Europeia e os Estados Unidos é negociado em uma falsa atmosfera de tédio que afasta a opinião pública europeia

Adolfo Suárez, o político mais solitário da democracia

Se algo caracterizou seu Governo foi a extrema velocidade de suas reformas