Um morto e um ferido em tiroteio em uma escola do Tennessee

Polícia cercou a área próxima à escola de Knoxville e prendeu um suspeito

A polícia mobilizada nas proximidades do colégio East Magnet de Knoxville (Tennessee), onde na segunda-feira ocorreu um tiroteio com várias vítimas.
A polícia mobilizada nas proximidades do colégio East Magnet de Knoxville (Tennessee), onde na segunda-feira ocorreu um tiroteio com várias vítimas.Brianna Paciorka/News Sentinel (Reuters)

Um homem morreu e um policial ficou ferido em um tiroteio ocorrido nesta segunda-feira em um colégio de Knoxville, no Estado do Tennessee, segundo informação do departamento local de polícia durante a tarde. Um suspeito foi preso para averiguação do ataque, que ocorreu às 15h15 (16h15 de Brasília) e cujos detalhes ainda são desconhecidos. O fato acontece semanas depois de dois outros trágicos tiroteios, em Atlanta (Geórgia) e em Boulder (Colorado), que reacendeu o velho debate sobre o porte de armas de fogo entre a população civil.

Mais informações
BOULDER, CO - MARCH 22: Healthcare workers walk out of a King Sooper's Grocery store after a gunman opened fire on March 22, 2021 in Boulder, Colorado. Dozens of police responded to the afternoon shooting in which at least one witness described three people who appeared to be wounded, according to published reports.   Chet Strange/Getty Images/AFP)
== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==
Atirador deixa pelo menos 10 mortos em supermercado dos Estados Unidos
El director de Universitarios Demócratas de Washington, Juan Carlos Mora (centro), con otros votantes de Joe Biden.
A geração antiarmas dos Estados Unidos chega às urnas
Hundreds gather at the Colorado State Capitol for a rally against anti-Asian hate crimes and to help heal as a community in Denver Colorado, U.S. March 27, 2021. The rally was held in response to a shooting in Atlanta last week that left eight dead, which included six Asian women. REUTERS/Alyson McClaran
Tiroteios indiscriminados voltam aos Estados Unidos

Como explicou a polícia, os agentes do corpo local foram ao Austin-East Magnet High School em resposta à informação de um homem que estava no lugar “possivelmente armado”. Ao se aproximar do sujeito, ocorreram disparos. Um dos agentes foi atingido pelas balas e levado ao UT Medical Center com feridas que não fazem com que ele corra risco de vida. Outro homem foi declarado morto e um foi preso para o prosseguimento da investigação. Não há informação de outros feridos por arma de fogo, de acordo com a polícia.

O superintendente dos colégios do condado de Knox publicou uma mensagem no Twitter em que dizia que o edifício do colégio citado foi cenário de um tiroteio, que ainda estavam reunindo informação sobre esta “trágica situação” e que os estudantes “não envolvidos” no incidente já haviam se reunido com suas famílias. Em um primeiro momento, os alunos foram reunidos em um campo de beisebol.

O tiroteio acontece quatro dias após o presidente, Joe Biden, apresentar um pacote de medidas para endurecer o controle da venda de kits para fabricar em casa armas sem número de série, denunciando a “vergonha nacional” que, em sua visão, significa o elevado número de tiroteios registrados todos os anos nos Estados Unidos. Outras iniciativas legislativas mais ambiciosas – sobre armas de assalto, entre outras – estão paradas no Congresso.

A história lembra, entretanto, que sequer as matanças que causaram mais espanto, como a realizada por um aluno de outro colégio de Parkland (Flórida) em 2018 e a da escola primária de Sandy Hook, em Newton (Connecticut) em 2012 conseguiram mudanças substanciais no acesso às armas de fogo.

Apoie a produção de notícias como esta. Assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$

Clique aqui

Na quinta-feira, no mesmo dia em que Biden anunciava suas medidas e criticava esta “epidemia”, o governador do Tennessee, Bill Lee, onde ocorreu este último tiroteio, assinou uma lei para permitir a todas as pessoas de mais de 21 anos a portar (a descoberto ou oculto) revólveres e pistolas sem a necessidade de um treinamento e comprovação de histórico criminal como pré-requisito. A nova legislação, que exclui as armas de grosso calibre, entra em vigor em 1 de julho.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS