Eleições nos Estados Unidos

Democratas começam a corrida para definir adversário de Trump nas eleições dos EUA

Ciclo eleitoral norte-americano tem início nesta segunda-feira em Iowa. Veja como funciona o processo das primárias dos partidos

A eleição dos candidatos presidenciais dos Estados Unidos que aparecerão na cédula de votação em novembro é um processo complexo. Os comitês nacionais dos partidos Democrata e Republicano decidem que tipo de processo utilizarão para escolher seu indicado em cada Estado: os caucus ou as primárias. Os votos se traduzem em delegados de cada Estado. O objetivo dos pré-candidatos é acumular o maior número de delegados para garantir a nomeação final na convenção nacional. Os democratas começam essa disputa interna nesta segunda-feira, em Iowa, tendo o ex-vice-presidente Joe Biden como favorito.

'Caucus’ ou primárias

Os caucus são assembleias de cidadãos convocadas pelos partidos em cidades, distritos e condados, onde os eleitores levantam a mão para eleger seu candidato a se tornar delegado. Costumam participar os cidadãos mais comprometidos politicamente, já que é preciso se deslocar a um lugar geralmente distante do domicílio.

Nas primárias, por outro lado, a votação é secreta e com um horário definido. Isso gera maior afluência de eleitores, mas com um perfil menos ativista. Para estas eleições, por exemplo, seis Estados mudaram de caucus para primárias.

Quem pode votar?

Depende. Nos caucus, todos; mas nas primárias há quatro modalidades diferentes: abertas, fechadas, semiabertas e semifechadas.

Nas abertas, todo cidadão que estiver registrado para votar pode participar, ainda que não seja filiado a nenhum partido. As fechadas exigem que a pessoa esteja inscrita na legenda. Nas semiabertas, o partido decide se devem ser militantes ou não, e o eleitor deve pedir a cédula eleitoral específica de uma formação. Já nas semifechadas a pessoa deve fazer o mesmo, mas não precisa estar inscrita no partido.

O que os delegados devem fazer?

O processo de primárias define quantos delegados apoiarão os candidatos nas convenções nacionais dos dois partidos. O número de delegados varia conforme o Estado, mas, no total, os democratas contam com 3.979, e os republicanos, com 2.472. Para que um candidato obtenha delegados, deve contar com pelo menos 15% do apoio.

Como esses delegados são distribuídos?

O Partido Democrata utiliza o método proporcional. O Partido Republicano também, mas só em alguns Estados. Em outros, emprega o método winner-take-all. Ou seja: o candidato mais votado leva todos os delegados designados nesse território. Os Estados que usam esse modelo são Flórida, Ohio e Montana, entre outros.

Por que o Estado de Iowa é tão importante?

Iowa, no interior do país, dá o tiro de largada do ciclo eleitoral nesta segunda-feira. Desde 1972 é o primeiro Estado a realizar um caucus, cujo alcance e a importância têm aumentado. Para os vencedores, o impulso midiático é inquestionável.

O que é a Superterça?

É o dia em que coincidem mais primárias e caucus no calendário eleitoral, com a divulgação dos resultados da eleição de delegados em ao menos 14 Estados. Em 3 de março (a Superterça deste ano), haverá 1.357 delegados em jogo para ambos os partidos, um terço do total.

O que é um superdelegado?

Nas convenções nacionais, quando se determina o candidato final que vai representar cada partido na luta pela Casa Branca, os delegados das duas legendas votarão segundo a vontade daqueles que previamente participaram do processo nos diferentes Estados. Nessa fase aparece uma nova figura: a dos superdelegados. Costumam ser funcionários de cada partido, mas pode haver algum político. Os superdelegados democratas (718) têm liberdade para votar em quem quiserem, o que lhes dá um peso maior porque podem inclinar a balança entre os finalistas. Os superdelegados republicanos (150), contudo, devem votar no candidato que obteve mais apoio em cada Estado.

O mais visto em ...Top 50