Evolução dos casos de coronavírus no Brasil

Dados mais recentes de infecções e mortes pela covid-19 nos Estados brasileiros e comparação com os principais epicentros da epidemia no mundo

El País

O Brasil registrou o primeiro caso do novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da doença covid-19, no dia 26 de fevereiro de 2020. Foi em São Paulo. Desde então, a infecção se alastrou por todos os Estados brasileiros por meio de um tipo de transmissão chamada de comunitária, que não permite se saber onde, exatamente, uma pessoa contraiu o vírus.

Acompanhe a cobertura da pandemia de covid-19, em tempo real.

Em 8 de agosto, menos de seis meses depois, o Brasil chegou à triste marca de 100.000 mortes causadas pelo novo coronavírus. E, em 7 de janeiro de 2021, passou de 200.000 óbitos. Naquele mês, o Amazonas começou a viver um colapso com a segunda onda, com a falta de oxigênio nos hospitais de Manaus.

Mas a pandemia ainda não tinha atingido seu pior momento. No início de março ―um ano depois da primeira morte no Brasil―, o país registrou sua semana mais letal desde o início da pandemia, com a média móvel de mortes em torno de 1.500. Ou seja, em cada dia da semana, perderam as vidas 1.500 pessoas, em média.

O Brasil é o país latino-americano que registra mais infecções por coronavírus. E está em terceiro no ranking mundial de número de casos (depois de Estados Unidos e Índia) e em segundo no de mortes (atrás apenas dos Estados Unidos).

Mapa do coronavírus: como aumentam os casos dia a dia

O ritmo de cada país é diferente. Japão, Hong Kong e Singapura viram crescer as infecções de maneira paulatina desde janeiro. Na Europa, os casos dispararam rapidamente. Os dados são da Universidade Johns Hopkins (EUA)

Mais informações

Arquivado Em

Logo elpais

Você não tem mais histórias grátis este mês.

Inscreva-se para continuar lendo

Desfrute de acesso ilimitado com sua assinatura.

Melhoria

Assinar em

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: