_
_
_
_
_

Leo Messi ao ser apresentado no PSG: “Sair do Barcelona foi duro, mas agora minha felicidade é enorme”

“O que aconteceu comigo não se deixa para trás de um dia para o outro, mas também estou animado com esta nova etapa para mim e para minha família”, disse o argentino em sua primeira entrevista coletiva no clube parisiense

Leo Messi posa com a nova camisa que vestirá no PSG.
Leo Messi posa com a nova camisa que vestirá no PSG.CHRISTOPHE PETIT TESSON (EFE)

Um dia depois de a imagem de Leo Messi desaparecer da fachada do Camp Nou, o Parque dos Príncipes, em Paris, amanheceu com uma lona em homenagem ao argentino: “Bienvenue Leo Messi”. Após se desvincular definitivamente do Barcelona na quinta-feira passada, Messi selou na manhã desta terça a sua transferência para o Paris Saint-Germain. Estará vinculado ao clube francês até 2023, com opção de prolongar o contrato por mais uma temporada. “Esta semana foi dura. O que aconteceu comigo não se deixa para trás de um dia para outro, mas também estou animado por esta nova etapa para mim e para minha família. Tive que passar por um monte de sentimentos, que fui assimilando como pude”, contou o craque durante a apresentação oficial como atacante do PSG, nesta quarta-feira.

Mais informações
-FOTODELDIA- BARCELONA, 06/08/2021.- Retrato del delantero argentino Lionel Messi en la tienda oficial del FC Barcelona, este viernes, en la capital catalana. El adiós del argentino Lionel Messi, que finalmente no renovará su contrato con el Barcelona después de 21 temporadas en el club azulgrana, donde ha ganado 35 títulos y batido todos los récords individuales en su 16 temporadas como profesional, ha causado conmoción en el barcelonismo. EFE/Alejandro García
Afinal, por que Messi não renovou com o Barcelona? Era possível? E qual a dívida do clube?
Rueda de prensa de despedida de Messi, este domingo en el Camp Nou.
Leo Messi: “Não sei o Barcelona, mas eu fiz todo o possível para ficar”
Messi PSG
Messi aceita a oferta do PSG

Ele pousou na capital francesa nesta terça acompanhado de seu núcleo mais próximo. Passou por uma revisão médica, assinou seu contrato na La Factory (a sede do PSG) e terminou o dia com uma sessão de fotos e vídeos no Parque dos Príncipes. “Meu sonho é voltar a ganhar a Champions. Este é um time que já está pronto e esteve perto de ganhá-la. Cheguei ao time ideal. Neste vestiário estão os melhores do mundo em sua posição. Tomara que eu possa contribuir também”, afirmou Messi, cujo salário será o mais alto do elenco (36,5 milhões de euros, 222 milhões de reais), à frente do seu amigo Neymar (35 milhões de euros).

Na atual janela de contratações, o PSG contratou Achraf (60 milhões de euros) e Danilo Pereira (16 milhões). E recebeu Messi, Sergio Ramos, Wijnaldum e Donnarumma a custo zero. “Em relação ao aspecto financeiro, seguimos as regras de fair play. Antes de fazer qualquer operação, falamos com todos os acionistas e com a Liga. Se a contratação aconteceu é porque tínhamos tudo arrumado”, respondeu Nasser al Khelaïfi, presidente do clube parisiense, na manhã desta quarta. O PSG renovou com Neymar e pretende reter Mbappé, cujo contrato termina no ano que vem. “Kylian é muito competitivo e quer um time para ganhar. Ele tem que ficar. Não tem mais desculpas”, acrescentou o presidente qatariano.

Apoie a produção de notícias como esta. Assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$

Clique aqui

Al Khelaïfi comemorou a contratação de Messi, que ele já havia tentado concretizar em 2014, 2016 e 2020, as três ocasiões em que o argentino cogitou deixar o Camp Nou. “É um dia histórico, incrível para o clube e para o mundo do futebol. É o único jogador que ganhou a Bola de Ouro em seis ocasiões. O futebol é bonito graças a ele. Sua contratação entusiasma os torcedores do PSG, mas também os de todo o mundo”, declarou o presidente do clube.

Messi se somou à euforia de Al Khelaïfi. “Quero agradecer ao clube por tudo o que fez desde que saiu o comunicado do Barcelona. Não era fácil arrumar tudo tão rapidamente. Deixaram tudo muito fácil para mim”, revelou. Quase 500 torcedores esperavam por Messi no Parque dos Príncipes. A loja do PSG na avenida Champs-Élysées abriu às 10h (hora local), e uma hora antes já havia fila para comprar a nova camisa de Leo. Na internet, a peça já estava esgotada. Os torcedores do clube parisiense teriam uma nova oportunidade às 15h, quando abre a loja do estádio. “Minha chegada foi uma loucura. Foi surpreendente. Se eu precisava de algo para me sentir bem, foi todo o tratamento que recebi das pessoas”, concluiu Messi.

Apoie nosso jornalismo. Assine o EL PAÍS clicando aqui

Inscreva-se aqui para receber a newsletter diária do EL PAÍS Brasil: reportagens, análises, entrevistas exclusivas e as principais informações do dia no seu e-mail, de segunda a sexta. Inscreva-se também para receber nossa newsletter semanal aos sábados, com os destaques da cobertura na semana.

Mais informações

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
_
_