Sequestros

Pai e cinco filhos são resgatados depois de passarem nove anos trancados em uma fazenda holandesa

Polícia prendeu um homem de 58 anos que estava com os seis membros da família

Vista da fazenda na província holandesa de Drenthe onde um pai e seus cinco filhos estavam trancados.
Vista da fazenda na província holandesa de Drenthe onde um pai e seus cinco filhos estavam trancados.Wilbert Bijzitter (ANP / AFP)

MAIS INFORMAÇÕES

Um grupo de irmãos com idades entre 18 e 25 anos viveu isolado durante nove anos em uma fazenda na província holandesa de Drenthe, no leste do país, com o pai e um homem de 58 anos. Este último foi preso na segunda-feira por não colaborar com as investigações policiais. No total, sete pessoas foram localizadas na fazenda: o preso, sem relação familiar com os demais, e outras seis pessoas. A fazenda fica afastada da estrada e os vizinhos estão surpresos com o que aconteceu, pois ignoravam a existência da família.

Os irmãos permaneceram sem contato com o exterior desde que tinham entre 11 e 16 anos, até que o mais velho, de 25 anos, apareceu no domingo passado pela terceira vez em um café em Ruinerwold, a cidade mais próxima da fazenda. Tinha cabelos e barba muito longos e um olhar perdido, disse o proprietário do local, Chris Westerbeek, que chamou a polícia quando o jovem lhe disse que nunca havia ido à escola e que queria “acabar com essa situação”. “Ele veio ao café várias vezes, na semana passada pediu algumas cervejas, mas depois fechamos e ele foi embora. No domingo ele voltou e parecia muito confuso. Tomou cinco cervejas e então eu conversei com ele. Disse que havia fugido e precisava de ajuda. Então chamei a polícia”, disse Chris Westerbeek à rede de rádio e televisão de Drenthe. “Eu não sabia onde ele estava e me disse que não tinha saído durante nove anos. Também me disse que tinha irmãos e irmãs, que era o mais velho e queria mudar de vida.” 

“[A mãe dos irmãos] morreu anos antes dessas pessoas terem se mudado para a fazenda”, explicou à imprensa Roger de Groot, prefeito de De Wolden (município ao qual Ruinerwold pertence). Também disse que o preso “não é o pai e apenas alugava a propriedade; quanto aos irmãos, alguns não foram registrados.”

Quando os agentes foram à fazenda, encontraram um pomar de grandes dimensões, uma cabra, alguns gansos e um cachorro. Dentro, descobriram vários “espaços isolados” onde se supõe que o homem vivia com seus filhos, segundo a imprensa local. Tanto sua chegada à fazenda quanto a prisão foram detalhadas na conta de Twitter da polícia de Drenthe, que também examinou o lugar com um drone. A fazenda está escondida por árvores e para entrar é necessário atravessar uma ponte sobre um canal.

O relato dos poucos vizinhos que falam é pouco consistente. “Não dizia ‘olá, como vai ?’”, dizem alguns ao lembrar de um homem que estacionava diariamente um Volvo na fazenda há algum tempo. “Era simpático e cumprimentava”, dizem outros, no entanto. “Havia uma câmara na fazenda e pensávamos que poderia se tratar de alguma coisa relacionada com drogas, talvez uma seita”, murmuram vários outros. Não está claro se o preso e o motorista do Volvo são a mesma pessoa, pois a polícia não confirma. O carteiro da cidade não se lembra de ter levado uma carta à propriedade durante todos esses anos. Ruinerwold é uma cidade com cerca de 4.000 habitantes e a família residia nos arredores, em um bairro de cerca de 200 pessoas que se sentem angustiadas: passaram do anonimato e de alguns murmúrios locais à abertura de noticiários de televisão.

A polícia instalou os seis membros da família nas casas de um conjunto residencial de veraneio. “A investigação está em andamento e há muitas perguntas a serem respondidas: todas as possibilidades estão abertas”, diz Nathalie Schubart, porta-voz da polícia.