Seleccione Edição
Login

Notre-Dame: a anatomia de um fogo devastador

Bombeiros extinguem incêndio que destruiu parcialmente o emblemático monumento do gótico francês

Bombeiros trabalham na Notre-Dame, besta terça-feira.
Bombeiros trabalham na Notre-Dame, besta terça-feira. AFP

1. A estrutura de uma joia do gótico

A catedral de Paris, uma das mais antigas de estilo gótico do mundo, foi construída entre 1163 e 1345. O telhado cobre a nave principal, e sobre seu cruzeiro se erguia uma torre de 70 metros.

Reconstrução em 3D da estrutura interior da catedral de Notre-Dame elaborada pela empresa Art Graphique e Patrimoine.
Reconstrução em 3D da estrutura interior da catedral de Notre-Dame elaborada pela empresa Art Graphique e Patrimoine.

2. A origem do fogo

As obras de reforma realizadas no telhado do edifício são a causa mais provável analisada pelas autoridades. O fogo, detectado por volta das 18h50 (13h50 de Brasília), na base da torre, está “potencialmente ligado” a esses trabalhos.

Notre-Dame: a anatomia de um fogo devastador

3. A propagação

Em questão de minutos, o fogo devorou a madeira do telhado provocando uma enorme coluna de fumaça branca visível em toda a capital francesa.

Centenas de pessoas contemplam o avanço das chamas em uma ponte sobre o Sena.
Centenas de pessoas contemplam o avanço das chamas em uma ponte sobre o Sena. Getty Images

4. A queda da torre

A torre da catedral caiu pelas chamas uma hora depois do começo do incêndio. O vídeo foi publicado no Twitter pelo jornalista da AFP Patrick Galey.

5. Sem vítimas pelo fogo

Não ocorreram danos pessoais causados pelo fogo. As forças de segurança evacuaram o entorno da catedral e estabeleceram um perímetro que evitou feridos.

Emmanuel Macron: "Reconstruiremos todos juntos a catedral"

Ver fotogalería Fotogalería
Os bombeiros tentam apagar as chamas com água. Getty Images

6. Os efeitos no edifício

Notre-Dame: a anatomia de um fogo devastador

Pouco antes das 23h de segunda-feira (18h de Brasília), os bombeiros afirmaram que, apesar do desaparecimento do telhado, a estrutura da catedral “está a salvo e preservada da destruição total”. O complexo sistema de reforço dos muros projetado pelos arquitetos medievais manteve de pé um edifício cuja integridade chegou a preocupar durante as primeiras horas do incêndio. Resta estimar o dano sofrido, também no patrimônio artístico que a catedral abriga e os trabalhos de reconstrução necessários.

Interior da nave central com parte da zona queimada à vista.
Interior da nave central com parte da zona queimada à vista. REUTERS

6. Os efeitos no edifício

Pouco antes das 23.00 da segunda-feira, os bombeiros asseguraram que, pese ao desaparecimento da coberta, a estrutura da catedral "está a salvo e preservada da destruição total". Depois de uma noite dedicada a sufocar definitivamente os lumes, o incêndio declarou-se extinguido pouco antes das 10.00 da terça-feira. O complexo sistema de reforço dos muros criado pelos arquitetos medievais manteve em pé um edifício por cuja integridade se chegou a temer durante as primeiras horas de fogo. Fica por estimar o dano sofrido, também no patrimônio artístico que a catedral alberga, e os trabalhos de reconstrução necessários. As doações começaram a chegar. A família Pinault e o grupo de luxo Louis Vuitton anunciaram que destinarão 300 milhões de euros à reabilitação da catedral, "um símbolo da França".

Dois terços da cobertura foi destruída

Notre-Dame: a anatomia de um fogo devastador

MAIS INFORMAÇÕES