Os primeiros dias do Governo de Jair Bolsonaro

Bolsonaro: “A boa reforma é a que passa na Câmara e no Senado”

O presidente deu sua primeira entrevista após assumir o cargo, para o SBT. Veja as primeiras medidas anunciadas pelo novo Governo

O presidente Jair Bolsonaro em sua primeira reunião ministerial, nesta quinta-feira, no Palácio do Planalto.
O presidente Jair Bolsonaro em sua primeira reunião ministerial, nesta quinta-feira, no Palácio do Planalto. Marcos Corrêa (EFE)

MAIS INFORMAÇÕES

O presidente Jair Bolsonaro, em sua primeira entrevista após a posse, defendeu que a "melhor reforma da Previdência" será aquela que for aprovada pela Câmara e pelo Senado, e não a que está em sua cabeça ou na cabeça de sua equipe econômica, comandada por Paulo Guedes. Na entrevista ao SBT, veiculada na noite desta quinta-feira, o presidente também garantiu que não pretende ressuscitar a CPMF e provocou os governadores do Nordeste, que não foram a sua posse, dizendo que, se quiserem dinheiro, que fossem pedir ao presidente deles, em Curitiba, numa referência ao ex-presidente Lula.

As medidas anunciadas logo nos primeiros dias de Governo causaram grande repercussão: o salário mínimo foi fixado em 998 reais; a tarefa de demarcar terras indígenas foi tirada da Funai e atribuída ao Ministério da Agricultura; a turma do Chicago Oldies assumiu o superministério da Economia; e a Casa Civil desonerou mais de 300 servidores que atuavam em cargos de confiança, dando início ao que o ministro Onyx Lorenzoni chamou de "despetização" da presidência.

Veja como contamos, em tempo real, os primeiros dias do Governo: