Seleccione Edição
Login

Brasil reclama à FIFA por não ter usado o VAR no jogo contra a Suíça

A CBF envia comunicado para cobrar a falta sobre Miranda no gol do empate dos europeus e um pênalti sobre Gabriel Jesus

Brasil CBF FIFA Gabriel Jesus
Gabriel Jesus pede um pênalti no jogo contra a Suíça. AFP

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decidiu apresentar nesta terça-feira uma reclamação  formal diante da FIFA por entender que a seleção foi prejudicada pela arbitragem no primeiro jogo da Copa do Mundo contra a Suíça (1x1), disputado na Rostov Arena. A CBF menciona dois lances específicos em que, segundo ela, o juiz da partida, o mexicano César Ramos, deveria ter pedido para revisar com o sistema do VAR.

O primeiro desses lances foi no gol de empate dos suíços, quando Zuber empurrou o zagueiro  Miranda para ganhar a disputa pelo alto e cabecear para a rede. A segunda é um possível pênalti, segundo a CBF, - a maioria dos comentaristas, mesmo no Brasil, discorda dessa interpretação - de Akanji sobre o atacante Gabriel Jesus, aos 29 do segundo tempo. No comunicado à FIFA, a CBF denuncia esses dois “claros erros do árbitro” e pergunta “a razão de não ter utilizado a tecnologia nesses incidentes decisivos”.

Neste sentido, a confederação propõe uma tripla pergunta:

– “Sugeriu Mr. Valeri [o assistente de vídeo] ou alguém do VAR a revisão dessas ações e como ele fez isso?”.

– “Reivindicou o árbitro, tendo o poder de fazê-lo, a análise dessas jogadas ao VAR?”.

– “E, em ambos casos, qual foi a comunicação entre ambos?”.

Em sua reclamação, além disso, a CBF salienta que a decisão de revisar uma jogada e de corrigi-la eventualmente não depende do juiz do jogo, e ao mesmo tempo lembra que os supervisores do VAR são os que devem informar ao árbitro das ações polêmicas ou que deveriam ser submetidas a revisão tecnológica.

MAIS INFORMAÇÕES