Copa do Mundo Rússia 2018

Com ajuda do árbitro de vídeo, França vence a Austrália em estreia na Copa

Campeã do mundo em 1998, seleção francesa confirma favoritismo com gols de Griezmann e Pogba. Pela primeira vez na Copa, o VAR entra em ação

Lance polêmico com a mão na área de Samuel Umtiti.
Lance polêmico com a mão na área de Samuel Umtiti.David Vincent / AP

Mais informações

O jogo entre França x Austrália neste sábado, no estádio Olímpico de Sochi, não teve grandes emoções em campo, contudo, o uso de tecnologias para definir ao menos dois gols da partida agitou o segundo tempo. Apesar de ampla favorita, a seleção francesa não conseguiu criar grandes jogadas e teve dificuldades para vencer o jogo por 2 a 1, valido pela primeira rodada do Grupo C da Copa do Mundo Rússia 2018.

Aos 12 minutos do segundo tempo, o atacante francês Griezmann caiu na área depois de chegada do zagueiro Ridson, mas o juiz mandou seguir o jogo. Alguns segundo depois, contudo, paralisou a partida e foi reanalisar o lance em monitor na beira do campo, usando pela primeira vez a tecnologia do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês). Revisto o lance, o pênalti foi marcado, Ridson levou amarelo e Griezmann convertou, abrindo o placar.

Poucos instantes depois, aos 16 minutos, a Austrália teve chance de cruzar na área depois de falta cometida pelo francês Kanté. Em um lance bizarro, o zagueiro Umtiti pulou para cabecear, mas subiu com os braços erguidos e acabou tocando a mão na bola. Depois de alguns segundos de hesitação, o árbitro marcou pênalti, mas não ficou claro se recebeu auxílio do VAR.

A partida parecia se encaminhar para um melancólico 1 a 1, mas, aos 34 minutos as novas tecnologias usadas pela arbitragem salvaram mais uma vez o jogo. Depois de tabela entre Pogba e Giroud, Pogba chutou para o gol, a bola bateu na trave de cima e depois dentro do gol. O árbitro precisou da confirmação de que a bola realmente tinha passado pela linha e entrado para validar o gol.

Uma das seleções indicadas como favorita para o título do mundial, a França teve mais trabalho para vencer o jogo do que se esperava. E, se a partida foi histórica, o motivo foi o auxílio da tecnologia na arbitragem e não o futebol jogado. Tanto o uso do VAR, quanto a confirmação de que a bola do segundo gol entrou, foram essenciais para o resultado do jogo, que não sofreu nenhum problema de continuidade pelas interferências.

Veja como contamos França x Austrália, minuto a minuto:

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete