Seleccione Edição
Login

Homem mata seus dois filhos, de 8 e 13 anos, e comete suicídio em Madri

O pai ateou fogo à casa em que moravam e se jogou nos trilhos de trem de uma estação próxima

Incendio en Getafe
Bombeiros em frente à casa onde as crianças morreram

Um espanhol de 46 anos matou os dois filhos de 8 e 13 anos na terça-feira, quando incendiou a casa onde moravam nos arredores de Madri. Minutos depois, ele foi a uma estação de trem e se jogou nos trilhos, morrendo imediatamente. A mãe das crianças recebeu atendimento médico por causa de uma crise de ansiedade.

Às 20h30 (16h30 em Brasília), o número de emergência 112 de Madri recebeu uma ligação de um vizinho. Ele avisou sobre um incêndio no térreo da casa, de onde saía fumaça. Três bombeiros foram enviados ao local e encontraram um incêndio com pouca fumaça e poucas chamas. A dona da casa entregou-lhes as chaves. Apagaram o fogo em poucos minutos. Quando entraram no quarto das crianças (um menino de 13 anos e uma menina de 8 anos), encontraram ambos calcinados sobre um colchão. Os médicos de uma UTI móvel do Serviço Médico de Emergência da Comunidade de Madri (Summa na sigla em espanhol) atestaram a morte.

Poucos minutos depois, foi recebido um aviso de que um homem havia se jogado nos trilhos do trem na estação Getafe Industrial. O homem teve politraumatismos e decepamentos e morreu na hora. Quando os policiais verificaram sua identidade por meio dos documentos que portava, constataram que residia no local onde havia acontecido o incêndio. Momentos depois confirmaram que se tratava do pai das crianças mortas.

A prefeitura de Getafe decretou três dias de luto oficial após a morte das crianças na cidade e convocou um ato de apoio à família nesta quarta-feira.

A mãe foi levada à prefeitura de Getafe, onde foi atendida pela Summa por causa de uma crise de ansiedade. O menino tinha deficiência e usava cadeira de rodas.

A hipótese da polícia é de que o homem tenha provocado o incêndio em seu quarto e saído da casa ao comprovar que as crianças estavam mortas. Ainda não se sabe se houve denúncias de maus-tratos ou ordens de afastamento tomadas contra o homem ou mesmo se o casal estava em processo de separação.

 

MAIS INFORMAÇÕES