Super Bowl 2018

Super Bowl 2018: Eagles vence Patriots por placar apertado e consegue seu primeiro título

Nick Foles, o ‘quarterback’ que passou a ser titular no jogo mais importante do ano, obtém o título de Melhor Jogador da Partida

Nick Foles levanta o troféu depois de vencer o Super Bowl
Nick Foles levanta o troféu depois de vencer o Super BowlTIMOTHY A. CLARY (AFP)

Mais informações

O Philadelphia Eagles conseguiu neste domingo seu primeiro Super Bowl ao derrotar o New England Patriots por 41 a 33. A equipe que muitos davam como perdedora brilhou desde o primeiro minuto do jogo e soube parar o todo-poderoso atacante Tom Brady em um jogo muito disputado até o final. Nick Foles, o jovem quarterback que em semanas passou de reserva a titular no evento esportivo mais importante do ano, ganhou seu primeiro título nacional e levou o prêmio de Melhor Jogador da Partida (MVP na sigla em inglês).

“Tínhamos de ser agressivos. O Patriots soube nos parar algumas vezes, mas minha mentalidade foi sempre manter um jogo agressivo”, explicou Doug Pederson, o treinador que nunca havia vencido o Super Bowl. “Nós entramos simplesmente para jogar futebol americano. Fazemos isso desde pequenos. Estávamos confiantes e tranquilos”, disse Foles no fim do jogo.

O Eagles começou a tarde com um jogo agressivo e impetuoso. No ataque, Foles calava os críticos que o taxaram de volátil e inconsistente e dava passes perfeitos nas mãos dos receptores. No fim do primeiro quarto, a equipe alviverde da Filadélfia vencia por seis pontos e mostrava que, longe de se deixar intimidar pela experiência do Pats, estava em Minneapolis para ganhar seu primeiro Super Bowl.

Na defesa, a melhor da liga nesta temporada de acordo com as estatísticas, o Eagles de Doug Pederson frustrava os passes de Brady, considerado um dos melhores da história. A equipe da Nova Inglaterra teve que recorrer a tiros entre as traves, pois não conseguia chegar confortavelmente à zona de touchdown. Quando finalmente conseguiu marcar, Foles apareceu para silenciar qualquer dúvida sobre seu desempenho: a 38 segundos do intervalo, o quarterback confundiu a defesa contrária, mudou o ritmo, se desmarcou e recebeu a bola para colocar o placar em 22 a 12 para o Eagles.

Depois do show do cantor Justin Timberlake no intervalo, o Patriots parecia melhor, usando sua garra e experiência para superar a robusta linha defensiva do Eagles e reduzir a distância. Brady fez vários passes aos receptores, que encontraram espaços e marcaram mais dois touchdowns. O terceiro quarto terminou com uma diferença de três pontos a favor do Eagles. Tudo seria decidido nos últimos quinze minutos. Brady olhava para o chão. Foles não cedeu à pressão.

Nove minutos antes do fim do jogo, Brady deu um passe nas luvas do ala Rob Gronkowski, que com uma corrida curta colocou o Patriots à frente no placar pela primeira vez na noite. Por um momento, parecia que a equipe da Nova Inglaterra tinha encaminhado a dura partida. Mas o Eagles não fraquejou. Quando faltavam dois minutos, Foles encaixou outro passe, este de 11 jardas, para Zach Ertz saltar sobre as mãos de um defensor e cair na zona de touchdown. O Pats, cinco pontos atrás no placar, ainda tinha boas chances de ganhar. Um único touchdown teria deixado o time um ponto à frente.

Mas então apareceu a marca registrada do Eagles, sua defesa, para anular Brady, que sonhava em se tornar um dos poucos jogadores a conquistar seis Super Bowl. Brandon Graham conteve o astro do Pats e acabou com os sonhos dos torcedores de Boston. A imagem de Brady no gramado refletia o sentimento de muita gente.