Seleccione Edição
Login

Mulheres sauditas assistem a um jogo de futebol pela primeira vez

Medida integra plano de reformas promovido pelo príncipe herdeiro Mohamed bin Salman

Mulheres comparecem pela primeira vez a um estádio na Arábia Saudita.
Mulheres comparecem pela primeira vez a um estádio na Arábia Saudita. REUTERS

Pela primeira vez na História, a Arábia Saudita permitiu nesta sexta-feira, 12 de janeiro, que as mulheres assistissem a um jogo de futebol ao vivo no estádio. As sauditas, que puderam comparecer sozinhas ou com seus maridos, sentaram-se numa zona separada dos homens numa arquibancada da Cidade Esportiva Rei Abdullah em Jeddah, onde a partida foi realizada. Anunciada em outubro passado, a medida se soma a outros decretos fomentados pelo príncipe herdeiro, Mohamen bin Salman, como a permissão para que as mulheres tenham carteira de habilitação.

“Eu via os jogos pela TV, enquanto meus irmãos iam [ao estádio]. Ficava triste e me perguntava por que não podia ir também. Hoje isso mudou. É um dia de prazer e alegria”, disse Nura Bajuryi à agência France Presse. Como ela, dezenas de mulheres foram ao campo. “Minhas filhas ainda não acreditam que isso esteja acontecendo”, contou Salen al-Ziadi, que foi ao estádio com suas três meninas.

Os dois times de futebol que jogaram, assim como a embaixadora saudita nos Estados Unidos, Fatimah Baeshen, usaram o Twitter para incentivar a ida das mulheres ao gramado. “Isso é mais que um direito das mulheres: a partida de hoje entre o Al-Ahli e o Al-Batin, bem como os próximos jogos, são uma oportunidade para que as famílias se reúnam e curtam o esporte nacional: o futebol!”, escreveu a diplomata.

Várias mulheres, nesta sexta-feira antes de entrar no estádio de Jeddah (Arábia Saudita). ampliar foto
Várias mulheres, nesta sexta-feira antes de entrar no estádio de Jeddah (Arábia Saudita). AFP

Na Arábia Saudita, vigora uma estrita separação dos sexos nos lugares públicos. Mulheres e homens não podem dividir o mesmo espaço em restaurantes e outros lugares de lazer. Até agora, elas também não tinham acesso às arenas esportivas. Em 23 de setembro, as mulheres puderam assistir pela primeira vez às festividades do Dia Nacional da Arábia Saudita no estádio internacional rei Fahd, em Riad, numa zona separada para as famílias.

Com a autorização para a presença feminina nos estádios, o reino do Golfo continua suavizando as restrições impostas a elas dentro de um plano de reformas do príncipe Mohamed bin Salman, que introduz mudanças econômicas e sociais no país. Mês passado, um decreto real anunciou que as mulheres poderão dirigir a partir de junho de 2018. A Arábia Saudita é o único país do mundo que as proíbe de conduzir.

MAIS INFORMAÇÕES