Flip 2017 | Festa Literária Internacional de Paraty

Mauro Shampoo, o centroavante de um único gol

Luiz Antonio Simas leva à Flip a história do ídolo do Íbis, "o pior time do mundo"

Mauro Shampoo, cabeleireiro e maior ídolo do Íbis Sport Club.
Mauro Shampoo, cabeleireiro e maior ídolo do Íbis Sport Club.Reprodução

MAIS INFORMAÇÕES

Icônico centroavante e maior ídolo da história do Íbis Sport Club, conhecido como o pior time de futebol do mundo, Mauro Shampoo tem sua trajetória contada pelo historiador carioca Luiz Antonio Simas em Ode a Mauro Shampoo e outras histórias da várzea (Mórula Editorial). Nos seus dez anos como centroavante da equipe pernambucana, Shampoo, que dividia a carreira de jogador de futebol durante os anos 80 com o ofício de cabeleireiro, marcou apenas um gol.

Embora o tento não tenha impedido a implacável derrota por 8 x 1 para o Ferroviário de Recife, a vibração, como Simas explica no livro, "foi tanta que fez a comemoração no gol de Jairzinho, no lendário Brasil e Inglaterra da Copa de 1970, parecer algo tão vibrante quando uma procissão de Corpus Christi no interior de Minas Gerais".

Atacante atuou por dez anos no Íbis, o pior time do mundo, que o tem como ídolo maior

A história do simbólico e cabeludo atacante já rendeu um curta, chamado Mauro Shampoo, jogador, cabeleireiro e homem - o título da obra reproduz a forma como o jogador e cabeleireiro atendia aos telefonemas em seu salão -, de Paulo Henrique Fontenelle e Leonardo Cunha Lima, no qual o recifense é acompanhado em seu dia a dia e explica como alcançou a fama mesmo tendo marcado um gol em sua longa carreira.

A crônica sobre Mauro Shampoo, entre outras 31, está na mais recente obra de Simas, 49, um dos autores convidados da edição de 2017 da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty). O escritor participará da mesa do evento no próximo dia 28, sexta-feira.

Arquivado Em: