LEITURA DO JOGO

Do derby centenário à várzea paulistana, o futebol escrito além das quatro linhas

EL PAÍS recomenda: livros que retratam o mundo da bola em profundidade

Os novos componentes da literatura da bola.
Os novos componentes da literatura da bola.Divulgação

Mais informações

As histórias e curiosidades de Corinthians x Palmeiras, um dos maiores clássicos do Brasil. O desenvolvimento da capital paulista em torno da industrialização e suas consequências para os atletas amadores da cidade. O enlace inesperado e perfeitamente possível entre amor, política, Sócrates e a bola. Publicações que tiveram lançamento em maio debruçam-se sobre o futebol e contemplam as várias dimensões do jogo. E, justamente por isso, oferecem uma leitura saborosa até mesmo para quem não morre de paixões pelo esporte bretão.

Derby: 100 Anos

Editora InBook

O derby entre Corinthians e Palmeiras – ou Palmeiras e Corinthians –, que completou 100 anos em 2017, motivou os jornalistas Celso Unzelte e Paulo Vinícius Coelho, o PVC, a lançarem uma obra dedicada à história de uma das maiores rivalidades do país. Amigos desde 1991, quando trabalharam juntos na revista Placar, eles destrincham o confronto sob a perspectiva de cada uma das torcidas. Tanto que o livro conta com duas capas, para não desagradar nenhum dos lados. Grandes craques que marcaram o duelo também são lembrados pela dupla, que já assinou mais de 20 de livros sobre futebol.

A pátria em sandálias da humildade

Editora Realejo

Em grande forma literária, o colunista de EL PAÍS, Xico Sá, reúne uma coletânea de textos que abordam o futebol, mas não necessariamente. Temas como política e amor ganham o olhar boleiro de um inveterado torcedor do Santos, até mesmo um paralelo entre a crise institucional no Brasil à derrocada da seleção sob o comando de Dunga. Além de passear por cenários que extrapolam o campo, o autor ainda brinda a seus leitores um delicioso capítulo com momentos vividos ao lado do Doutor Sócrates, um dos cabeças da Democracia Corinthiana. Em breve, o livro terá novo lançamento em Recife.

Futebol de várzea em São Paulo

Editora Alameda

Pesquisadora e doutoranda em história social pela Universidade de São Paulo (USP), Diana Mendes conta a história da Associação Atlética Anhanguera, fundada em 1928, no bairro da Barra Funda. Passagens divertidas do dia a dia de um clube amador, como as típicas "discussões de boteco" entre os dirigentes, rendem bons capítulos. Porém, o livro ganha fôlego ao se aprofundar nas raízes do futebol de várzea da capital paulistana, explicando a luta pela sobrevivência em meio à industrialização e à expansão urbana ao redor dos rios que cortam a cidade. Em junho, a obra também será lançada no Rio de Janeiro.