Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Jovem que se casou com a professora que o ‘violou’ com 13 anos pede o divórcio 20 anos depois

Mulher esteve na prisão durante sete anos por manter relações sexuais com o menor

Mary Kay Letourneau Fualaau e o marido, Vili Fualaau, com suas duas filhas, em abril de 2010.
Mary Kay Letourneau Fualaau e o marido, Vili Fualaau, com suas duas filhas, em abril de 2010. Getty Images

A história de amor e sexo de Mary Kay LeTourneau e Vili Fualaau ficou mundialmente conhecida em 1999 com uma manchete sensacionalista: Detida nos EUA professora que teve um filho com aluno de 13 anos. Mas acabou agora, 20 anos depois, com outra manchete mais comum: ele, hoje com 33 anos, pediu o divórcio a ela, de 55 anos. O casal pôde superar o escândalo, os sete anos em que esteve presa, condenada por violação de um menor, a ordem de afastamento... Mas não 12 anos de casamento com duas filhas.

No verão de 1996, LeTorneau e Vili Fualaau se apaixonaram quando ela lhe dava aulas no colégio Shorewood, de Seattle, Estados Unidos. Ela era então uma mulher casada de 34 anos e com quatro filhos; ele tinha 13 anos recém completados. Os dois mantiveram relações sexuais e trocaram juras de amor eterno. E ela ficou grávida daquela que seria a primeira filha do casal.

As declarações do adolescente de que sua professora era o amor de sua vida não impressionaram seus pais, que a denunciaram à polícia. Conseguiram uma ordem de afastamento. Mas em fevereiro de 1998 a polícia a encontrou às três da manhã em um carro estacionado, “com os vidros embaçados e as luzes acesas”, acompanhada pelo jovem do qual estava proibida de se aproximar.

Não só a prenderam, como ela não voltou a pôr os pés na rua por um bom tempo: foi condenada a sete anos e meio de prisão por violar um menor. O até então seu marido, Steve Leourneau, pediu o divórcio quando se desatou o escândalo e foi para o Alasca com os quatro filhos. Ele encontrou na casa da família cartas de amor trocadas entre professora e aluno.

No entanto, o casal permaneceu unido. Tiveram uma segunda filha enquanto continuava presa. Ela terminou de cumprir a pena em agosto de 2004. Mary Kay LeTourneau e Vili Fualaau, que já tinha 21 anos, se casaram em segredo em maio de 2005. E o silêncio envolveu suas vidas, só interrompido por uma entrevista para narrar sua história a Barbara Walters na rede ABC. "Sempre a quis, mas nos separaram sem opção”, declarou ele.

Mas agora, 20 anos depois do começo desta história, Vili Fualaau apresentou em um tribunal do Estado de Washington um pedido de separação, no qual não explica os motivos pelos quais quer deixar a mulher, segundo informa a BBC. Só quer um divórcio justo e uma separação de bens equilibrada. Não têm bens nem dívidas. E ela não tem se disposto a falar.

MAIS INFORMAÇÕES