Guerra Civil na Síria

Milícias curdas anunciam a retomada de aeroporto controlado pelo Estado Islâmico perto de Raqa

Ofensiva na Síria foi realizada com o apoio da coalizão internacional liderada pelos EUA

Milicianos curdos em Al-Karamah (a cerca de 26 km de Raqa), no domingo.
Milicianos curdos em Al-Karamah (a cerca de 26 km de Raqa), no domingo.DELIL SOULEIMAN (AFP)

MAIS INFORMAÇÕES

Combatentes das Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos, retomaram no domingo o controle do aeroporto militar de Taqba – 50 quilômetros ao oeste da cidade síria de Raqa – que era controlado pelo Estado Islâmico (EI) desde 2014. “As FDS retomaram completamente o controle do aeroporto militar de Taqba. As operações de limpeza de artefatos e destruição de minas estão ocorrendo para terminar de assegurar o aeroporto”, afirmou o porta-voz da coalizão, Talal Sello, para a France Presse (Afp).

O Observatório Sírio de Direitos Humanos indicou que os jihadistas tinham se retirado do aeroporto por causa do fogo intenso de artilharia e dos bombardeios da coalizão liderada por Washington. A rede britânica BBC informa que a organização de direitos humanos, com sede em Londres, afirma que os bombardeios realizados durante a última semana mataram quase 90 civis.

As FDS tentam forçar a tomada da cidade de Taqba, e a uma represa próxima, em preparação para o ataque contra a cidade de Raqa, capital do autoproclamado Estado Islâmico na Síria. A tomada do aeroporto militar é o primeiro grande sucesso das FDS desde que a coalizão internacional reforçou sua presença militar na região.

O grupo jihadista controlava o aeroporto dede agosto de 2014, onde realizou um dos piores massacres com o assassinato de 200 soldados do regime de Assad. O grupo jihadista está sendo fustigado por várias frentes, com ataques simultâneos das forças governamentais respaldadas pela Rússia e dos rebeldes, apoiados pela Turquia.

Arquivado Em: