Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

Japão desativa alerta de tsunami depois de terremoto em Fukushima

Autoridades ativam a alerta por tsunami na prefeitura de Fukushima após sismo de magnitude 7,3

Tsunami Japão e terremoto em Fukushima

Um terremoto de magnitude 7,3 sacudiu nesta segunda-feira o Japão. O abalo foi sentido no nordeste do país. A agência meteorológica japonesa ativou a alerta por tsunami para a prefeitura de Fukushima, mas o alerta foi desativado no dia seguinte, esta terça-feira.

A televisão pública japonesa, NHK, chegou a informar que os cidadãos devem evacuar a costa desta região. Por enquanto se desconhece se o terremoto ocasionou vítimas ou danos. 

O sismo, cujo epicentro está localizado a 10 quilômetros de profundidade na costa de Fukushima — a cerca de 200 quilômetros de Tóquio — ocorreu às 05h59 (18h59 no horário de Brasília). O Serviço Geológico dos Estados Unidos detalhou que o terremoto se produziu 67 quilômetros ao nordeste da localidade de Iwaki.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

"Evacuem imediatamente as regiões costeiras para um local seguro em zonas altas ou refúgios" porque "espera-se que as ondas cheguem repetidamente", instruiu a agência meteorológica do Japão em um comunicado. As autoridades japonesas alertaram sobre um tsunami de até três metros na costa de Fukushima e de ondas de um metro no litoral de outras quatro regiões: Miyagi, Ibaraki, Iwate e Chiba.

Os serviços de trem do leste do país foram imediatamente suspensos depois do sismo, sem que se tenham registrado maiores incidentes informou a agência Kyodo. As plantas nucleares situadas as zonas afetadas, incluída da acidentada central de Fukushima, não se viram afetados por enquanto por nenhum incidente, informou a corrente pública NHK.

Imagens de televisão mostram como os barcos se movem fortemente nos portos de Fukushima. A região sofreu em 2011 o pior acidente nuclear da história, junto ao da central de Chernobyl, na Ucrânia. Um terremoto de magnitude 9 desatou um tsunami que destroçou as instalações nucleares da região, em evento que deixou sequelas sentias até hoje.

MAIS INFORMAÇÕES