Resultado do Referendo do 'Brexit'

Spice Girls e 49 marcos da cultura pop que a Europa perde com o ‘Brexit’

Depois de ler nossa lista, você amaldiçoará este 24 de junho de 2016. 'God Save the UK'

Mais informações

Separar-se, mesmo que seja apenas um pouquinho, do Reino Unido é algo que dói na alma. Porque eles nos deram as melhores bandas de rock, as ‘girlbands’ mais legais, as modelos mais emblemáticas e a Família Real mais divertida ‘ever’. Depois de ler nossa lista, você vai xingar este 24 de junho de 2016. ‘God Save the UK’

O povo falou e os moradores do Reino Unido decidiram deixar a União Europeia após 43 anos como um dos pilares dessa instituição que, por vezes, não entendemos muito bem. Independente de sua posição política, a cultura britânica nos deu tanto que só podemos chorar (figurativamente, não é para tanto) por tudo que, a partir de agora, está um pouco mais longe. E não é pouco. Se você é indie, swagger, hipster, gótico, piriguete, popera ou fã da revista Hello!, esta lista certamente vai tocar um pouco seu coração. Maldito Brexit!

1- A Union Jack: Em canecas, camisetas, cuecas, tapetes, minissaias, preservativos... Alguns dizem que os britânicos mancharam sua bandeira, mas não é o maior ícone pop da história?

2- Os irmãos Gallagher: E suas brigas no pub. E seu mau-humor. E o Oasis, é claro.

3- O pub: Nunca um local viu tanta bebedeira tão cedo. Nem oferecia comida em boas condições em horários tão estranhos.

4- Kate Moss: Ou como ser a modelo mais legal do mundo independente da passagem do tempo e sem medo de escândalos.

5- Rainha Elizabeth II: Quando um soberano teve bonecas à sua imagem e semelhança que movem a mão como Maneki Neko? Será que agora ficarão mais caras?

6- As bolsas de plástico da Harrods: Servem para levar o almoço no escritório ou como item de luxo. A perfeição feita bolsa.

7- Os bobbies (policiais): E o look que conseguem com esses chapéus bem altos.

8- Alexander McQueen: Certo, o designer morreu, mas a marca continua a ser uma referência de que a moda e a arte são algo muito parecido.

9. A new rave: A corrente musical mais banal e de vida mais curta que nos obrigou a nos vestir como idiotas. E que adorávamos.

10- Benny Hill: O exemplo mais rançoso e desagradável do velho tarado politicamente incorreto (e mais divertido) dos anos 80.

11- Os ônibus de dois andares: Ônibus de dois andares muito mais barato do que o metrô.

12- O memorial a Diana e Dodi Al-Fayed: Uma ode ao horror vacui que pode ser visitado dentro da loja de departamento Harrod’s. Impensável em qualquer outro lugar.

13- Naomi Campbell: A supermodelo, nascida em Londres, combateu o racismo na moda e continua sendo um monumento.

14- As Spice Girls: O grupo de garotas de maior sucesso na história. Seus vestidos da Union Jack são um marco.

15- O fish and chips: Tão gorduroso quanto delicioso.

16- Benedict Cumberbatch: O ator com cara de marciano mais bonito e elegante do mundo.

17- Skins: A série adolescente mais pesada. Pela primeira vez vimos drogas, morte e amor.

18- O monstro de Loch Ness: A cada duas ou três semanas alguém volta a vê-lo. E é um ícone pop.

19- Gim: Há rumores de que a Rainha Mãe chegou aos 101 anos virando uma garrafa por dia. Vamos, você pode!

20- Absolutely Fabulous: A série em que Patsy e Eddie se entregavam ao álcool e às drogas, mas continuavam absolutamente fabulosas. Esperemos que o filme chegue à Espanha depois disso.

21- O tartan: E isso que os escoceses votaram contra a saída. Não é justo!

22- Os mods: E as Modettes, é claro.

23- Dirigir pela esquerda: E precisar olhar para esse lado ao atravessar as ruas. Ah, quantos turistas à beira da morte. Bom, talvez não vamos sentir tanta falta disso...

24- Helen Mirren: E todas essas atrizes britânicas que deixam as norte-americanas parecendo intérpretes de telenovela.

25- Jarvis Cocker: E Pulp. E Common people. :(

26- A metade do elenco de Game of Thrones: Embora digam que são de Westeros, de Maisie Williams a Emilia Clarke, a maioria dos intérpretes da ficção norte-americana são ingleses.

27- Os táxis pretos: E enormes, nos quais dava para viajar até seis pessoas e abrir a porta ao contrário.

28- James Bond: O agente mais sexy e um pouco metido a serviço de sua graciosa majestade. Às vezes, mudava de rosto.

29- Cara Delevingne: Bem, e sua irmã Poppy um pouco também.

30- Dover St Market: O templo dos fashion insiders abriu sua primeira sede em Londres.

31- As galochas: E a chuva e a lama, e não ser capaz de pentear seu cabelo direito. As ilhas têm um clima um pouco extremo, mas muito romântico. Como a Galícia, mas o tempo todo.

32- O Eurotúnel: A partir de agora, a única coisa que vai unir a UE com o Reino Unido.

33- O ‘marmite’: O molho para colocar sobre a carne com o melhor slogan da história: “love it or hate it”.

34- Girls Aloud: A versão gritada e acelerada das Spice Girls.

35- Glastonbury: Um dos primeiros festivais indies do mundo. E que ainda reúne grandes nomes.

36- Sherlock Holmes: E Watson. E sua versão escura e sinistra de Londres que adorávamos.

37- Mind the gap: Tirando as camisetas e a parafernália turística, Londres viveu aterrorizada de que seu pé poderia ficar preso entre o carro e a plataforma.

38- Daily Mail: Para muitos um dos responsáveis pelo sucesso do Brexit. Para outros um prazer culpado que era deixado no metrô depois de lê-lo.

39- David Gandy: Talvez o mais belo homem que já pisou na Terra.

40- Trainspotting: Tinha que ser agora, quando faz 20 anos da estreia deste filme impressionante?

41- PJ Harvey: A verdadeira dama da canção inglesa. Seu caráter combativo e suas letras não concordariam nada com toda essa história do Brexit.

42- Corridas de Ascot: E aqueles penteados que parecem obras de engenharia.

43- The Smiths: E seu frontman, o divo Morrissey.

44- 24 Hour Party People: A demonstração de que os ingleses não têm nada de chatos. E que os 90 foram uma década louca.

45- BBC: Um serviço público de informação que faz a TVE parecer uma rede local.

46- A família Middleton: Ou como a Casa Real se abriu para a plebe de uma maneira muito legal: aceitando entre eles a filha de um empresário de artigos engraçados!

47- O Mini: Na verdade é pequeno, não inteiramente útil e caro. Mas é o carro mais legal ever.

48- Mr Bean: Ou Rowan Atkinson. Olha, não conseguimos diferenciá-los.

49- Wallace & Gromit: Ou o costumbrismo inglês feito de massa de modelar.

50- Kate Winslet: Porque nada pode afundar. Nem o Titanic.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete