Seleccione Edição
Login

Latam suspende os voos a Venezuela

Companhia área mais importante da América Latina segue decisão já tomada por outras empresas

Um avião da Latam aterrissa em Brasília.

A Latam, companhia aérea mais importante da América Latina, suspendeu seus voos para a Venezuela, segundo um comunicado divulgado nesta segunda-feira pela empresa, devido à crise que atinge o país. A suspensão dos voos com destino a Caracas ocorrerá de forma gradual e será concluída no dia 1o de agosto, informou a Latam no comunicado, no qual atribuiu a decisão ao “atual cenário macroeconômico complexo que a região atravessa”.

A Latam, criada há cerca de quatro anos após a fusão da chilena LAN e da brasileira TAM, informou que a decisão foi motivada pela “situação macroeconômica complexa” enfrentada pela Venezuela. “Os passageiros que têm reservas nas rotas que serão suspensas podem modificar sua viagem ou solicitar um reembolso da passagem, sem multas adicionais”, segundo a empresa.

A subsidiária brasileira da Latam cancelou, desde 28 de maio, os voos entre Caracas e o Aeroporto Internacional de São Paulo. No final de julho, a Latam Peru fará o mesmo na rota Lima-Caracas e também suspenderá temporariamente os voos entre Santiago do Chile e a capital venezuelana, com escala em Guayaquil, de acordo com a companhia aérea.

O anúncio segue a decisão da alemã Lufthansa que, a partir de 17 de junho, cancelará seus três voos semanais que atualmente fazem a rota Frankfurt-Caracas. A empresa explicou que os problemas com a taxa de câmbio e crise na Venezuela são as razões que levaram à suspensão. No caso da Lufthansa, a decisão é temporária, mas a empresa não especificou por quanto tempo a medida estará em vigor.

Além da Lufthansa, companhias como a Air Canada, Alitalia e Tiara Air (Aruba) cancelaram suas operações para a Venezuela devido à dívida do Governo de Nicolás Maduro — de 3,7 bilhões de dólares (13 bilhões de reais) —com todas as companhias aéreas estrangeiras, que as impedem de repatriar seus lucros.

MAIS INFORMAÇÕES