Seleccione Edição
Login

Polícia francesa mata homem armado que tentou invadir delegacia de Paris

O agressor, que tentou entrar com uma faca e um cinturão com explosivos falso, gritava "Alá é grande"

Há exatamente um ano ocorreu o massacre na sede do Charlie Hebdo

A polícia francesa matou nesta manhã um homem armado quando ele tentava entrar numa delegacia do popular distrito 18 de Paris. O homem teria gritado “Allahu Akbar” (Alá é grande), segundo várias testemunhas. O agressor, que morreu alvejado, estava armado com uma faca. O Ministério do Interior levantou a possibilidade de que levasse um cinturão com explosivos. No entanto, fontes da polícia e do Governo informaram que o dispositivo era falso.

Uma equipe de desativadores de minas está no lugar para garantir a segurança do bairro, no momento cercado pela polícia.

O indivíduo “tentou agredir um policial na entrada da delegacia e foi logo atingido pelos disparos dos agentes”, explicou à imprensa o porta-voz do Ministério do Interior. Representantes da Promotoria antiterrorista também se encontram no lugar, embora até agora a investigação esteja a cargo da brigada de combate ao crime.

Há exatamente um ano, dois jihadistas, os irmãos Kouachi, perpetraram um massacre na sede do semanário Charlie Hebdo. Nesta manhã, o presidente François Hollande fez uma homenagem às vítimas e anunciou que ampliará os poderes da polícia, além de pedir maior cooperação entre as forças de segurança.

MAIS INFORMAÇÕES