Chuvas

O que fazer com as crianças se não para de chover? Cozinhar

Ir para a cozinha com os pequenos nas férias é passatempo divertido e muito pedagógico

As férias e as suas consequentes comilanças são uma ótima oportunidade para cozinhar com as crianças, ainda mais se não der para sair de casa porque não para de chover, como em boa parte do Sudeste brasileiro neste janeiro. Em São Paulo, segundo o site de meteorologia ClimaTempo, a chuva até diminui nesta terça, mas o sol ainda deve voltar muito tímido.

Se é assim, por que não se arriscar na cozinha com os pequenos? Não é raro que eles curtam. Cozinhar tem algo de experiência maluca e, além disso, pode fazê-las sentirem-se úteis/maiores/responsáveis. Elvis (dez anos) e Jarvis (quatro) resumem dessa forma: “Cozinhar é muito divertido. Me faz sentir que eu também sei cozinhar”.

Mais informações

Além de ser um passatempo para preencher o período de Natal, cozinhar com crianças pode ser muito instrutivo. Ivan Vilageliu, pai da Laia (dez anos) e Júlia (treze), tem muita clareza: “Nós gostamos de ir ao mercado e escolher produtos da época. É uma delícia ver Laia escolhendo pimentões, alcachofras, abobrinhas, maçãs ou peras e aprendendo a distinguir as variedades de cada produto. Elas sabem qual tipo de alface preferem ou quais verduras são usadas para o caldo”.

Bolinho de chuva de banana

Recheamos o bolinho de chuva com banana e ficou incrível! Receita completa: http://bzfd.it/bolinho-chuva-banana

Gepostet von Tasty Demais am Samstag, 25. November 2017

Mas o que as crianças gostam de cozinhar? Uma dica de uma mãe experientes na tarefa, a blogueira de culinária espanhola Sandra Mangas, é fazer doces ou massas. “Com meus filhos eu cozinho especialmente doces ou massas, como esse pão de leite, mas o que eu recomendaria fazer em primeiro lugar são biscoitos com confeitos. Não é necessário nenhum apetrecho de cozinha, fôrma ou aparelho: apenas um forno. E são feitos inteiramente com as mãos”. Uma opção popular no Brasil é o bolinho de chuva (o site Taste Demais publicou uma receita e há também uma no site Panelinha).

Cozinhar com crianças também tem seus quês. Para que a coisa termine bem, não é demais seguir o conselho de Mangas: “Para mim, cozinhar com crianças requer alguma preparação e planejamento se você não quiser ficar nervosa. Eu mesma faço a preparação prévia: coloco à mão tudo o que será usado, ingredientes, aparelhos e o resto”.

Contar as semanas das férias parece uma pena de prisão, já que elas parecem que não acabam nunca. Depende dos pais que os pequenos as aproveitem para curtir e aprender coisas novas. Como diz a blogueira espanhola: “Cozinhando com meus filhos, acredito que construo recordações felizes para eles, que serão momentos que nunca esquecerão. Talvez eu seja romântica. Por outro lado, acredito que é parte essencial da educação deles”.

Conselhos para cozinhar com seus filhos

A cozinha tem de ser divertida. Se as coisas derem errado, rimos. Nunca nos irritamos.

Uma ótima maneira de fazer as crianças se sentirem importantes é levá-las para comprar os ingredientes.

É preferível começar com receitas simples e fáceis. Devemos deixá-las usar as mãos, tornando mais fácil o relacionamento delas com as texturas dos alimentos.

Deixe claro que naquele dia são elas que mandam na cozinha e os pais são apenas os ajudantes.

Se um ovo quebrar ou tudo estiver perdido, é uma boa oportunidade para ensiná-las a limpar, a ter responsabilidades. Ensinar a cozinhar é também um bom momento para mostrar os nutrientes básicos.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete