CHANCELER DA ALEMANHA

Angela Merkel eleita ‘Personalidade do Ano’ pela revista ‘Time’

Publicação afirma que chanceler alemã tem papel “indispensável” na Europa

Angela Merkel na capa da revista.
Angela Merkel na capa da revista.Revista Time

A chanceler (primeira-ministra) da Alemanha, Angela Merkel, foi eleita Personalidade do Ano nesta quarta-feira pela revista Time. A publicação destaca que a líder alemã assumiu um papel "indispensável" em uma Europa afetada pela crise da dívida, do conflito ucraniano e, mais recentemente, dos refugiados.

"Angela Merkel é a personalidade do ano por pedir mais de seu país do que a maioria dos políticos se atreveria, por se manter firme contra a tirania, e por proporcionar forte liderança moral em um mundo onde isso é escasso", afirmou a editora Nancy Gibbs.

MAIS INFORMAÇÕES

O prêmio Personalidade do Ano chega para Merkel em um momento difícil de seu mandato. A decisão, em setembro passado, de abrir as portas do país a milhares de refugiados provocou um duro confronto com os social-cristãos bávaros da CSU, sigla irmã de seu partido, a CDU, onde também surgiu um evidente racha em torno da gestão da crise migratória.

A chanceler acaba de completar uma década à frente do Governo alemão, uma etapa que a transformou na líder mais influente da Europa e que marcou a política europeia de resgates econômicos e de austeridade.

Merkel também tem desempenhado um papel de liderança nas negociações com a Rússia para encontrar uma solução para o conflito na Ucrânia. Além disso, na semana passada conseguiu o sim do Parlamento alemão para a intervenção na Síria contra o Estado Islâmico (EI). Berlim vai contribuir para a coalizão internacional contra o EI com até 1.200 soldados, que representariam o contingente mais numeroso do Exército alemão atualmente no exterior. Os aviões das Forças Armadas da Alemanha (Bundeswehr) não atacarão diretamente alvos na Síria, mas apoiarão os aliados na condução dos ataques.

Como a segunda personalidade mais influente do ano, a revista Time escolheu precisamente Abu Bakr al-Baghdadi, líder do grupo terrorista EI, que controla grandes áreas na Síria e no Iraque, bombardeadas pela coalizão internacional.

Na terceira posição ficou o bilionário e pré-candidato à presidência dos EUA Donald Trump, favorito para se tornar o candidato republicano à Casa Branca nas eleições de 2016.

Arquivado Em: