Homem é esfaqueado em Londres e autoridades falam em terrorismo

Vítima ficou gravemente ferida, e o agressor, detido pela polícia, afirmou que o ataque foi uma resposta aos bombardeios na Síria

Policial do lado de fora da estação Leytonstone.
Policial do lado de fora da estação Leytonstone.WILL OLIVER / EFE

Um homem foi esfaqueado no sábado em uma estação de metrô da zona leste de Londres, num crime que está sendo tratado pela polícia como “um incidente terrorista”. A vítima, que estava numa plataforma da estação Leytonstone por volta das 19h (17h em Brasília), sofreu um ferimento grave no pescoço, e outras duas pessoas ficaram levemente feridas, segundo a BBC.

Mais informações

A polícia deteve o suposto autor do ataque, que, enquanto era levado pelos agentes, teria gritado que o ataque foi uma resposta aos bombardeios na Síria. Na quinta-feira, o Reino Unido, que já vinha bombardeando posições do Estado Islâmico no Iraque, ampliou essas ações para a vizinha Síria.

O comandante Richard Walton, chefe da unidade antiterrorista da polícia metropolitana, disse: “Estamos tratando isso como um incidente terrorista. Peço às pessoas que mantenham a calma, mas que estejam alertas e vigilantes”. Há mais de um ano, o Reino Unido está sob alerta “severo” contra ataques terroristas. Trata-se do segundo nível mais alto de uma escala de cinco, que significa que um atentado é altamente provável.

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete
O mais visto em ...Top 50