Ovos com (Kevin) Bacon

Ator é o protagonista de uma campanha publicitária da indústria norte-americana

Kevin Bacon, no anúncio para aumentar o consumo de ovos.
Kevin Bacon, no anúncio para aumentar o consumo de ovos.incredibleegg.org

"Desperte com ovos... e Bacon". A indústria de ovos dos Estados Unidos escolheu um prato típico: ovos com bacon. E para transformá-lo em um desjejum de celebridades, nada melhor do que uma figura do cinema. A escolha do símbolo, apesar de óbvia, não deixa de ser agradável: um ator com sobrenome toucinhesco: Kevin Bacon.

Os jogos de palavras estão à disposição: “Ninguém conhece melhor os ovos do que o bacon, Kevin Bacon”. “Os ovos são eggcelentes.” E também as frases de duplo sentido. A informação não tira o lado sexy, pensaram os publicitários que fizeram a campanha (incluindo na web) chamada Incredible Edible Egg, promovida pelo American Egg Board.

Kevin Bacon, no cartaz da campanha do IncredibleEggs.
Kevin Bacon, no cartaz da campanha do IncredibleEggs.

No vídeo promocional o ator de Footloose – Ritmo Louco (1984) derrama seus encantos sobre a bancada da cozinha de uma dona de casa que prepara um café da manhã com ovos mexidos. Ela não sabe da presença dele até que, no momento em que pensa no que acrescentar ao prato, uma voz masculina a sobressalta: “Bacon!”. Segue-se um jogo entre informação didática e sedução. Dados e sugestões em um diálogo picante: “Para mim, os ovos caem muito bem”, “Claro, o seu sobrenome já diz”... Mr. Bacon fala para a mulher o quanto é saudável comer ovos, seu conteúdo proteico e suas vantagens em relação a outras opções gordurosas e cheias de açúcar (caso da manteiga de amendoim ou os cereais já prontos). Mr. Bacon confessa que adora o aroma dos ovos recém-cozidos e ela diz que é fascinada pelo aroma do bacon... Em plena aproximação chega o marido, a quem mandam trabalhar e colocar o óleo.... “Para os ovos”.

A tensão culinária e sexual não alcança o nível de 9 ½ Semanas de Amor e a coisa fica apenas na mensagem atrevida de marketing.

Embora o consumo de ovos tenha crescido no país (em 2004, cada norte-americano consumia em média 259,8 por ano em comparação com 249,3 em 2010), a American Egg Board quer manter o nível em alta, e seu objetivo é mostrar os benefícios nutricionais do alimento, já que as informações governamentais sobre dieta nutritiva não apontam uma relação significativa entre a ingestão de ovos e problemas de colesterol.

Angelina Jolie, na campanha 'Got Milk?' (2003).
Angelina Jolie, na campanha 'Got Milk?' (2003).

Esta não é a primeira vez que a indústria alimentícia dos EUA conta com artistas de Hollywood para suas campanhas. Foi maciça a presença de atores, esportistas, estilistas e modelos em favor do consumo de leite nos anúncios Got Milk?, onde apareciam com um bigode branco. Essa campanha, iniciada há 20 anos, ainda continua sendo exibida, com o nome de Milk Life.

MAIS INFORMAÇÕES

Rostos conhecidos do meio artístico norte-americano, como James Garner e Cybill Shpeherd (que mostrava sua paixão pelos hambúrgueres, com uma receita própria) também aparecem em anúncios dos produtores de carne que fazem parte do The Beef Council.

Arquivado Em: