Suspensa a busca de corpos do avião da AirAsia por conta do mau tempo

Indonésia recupera seis cadáveres e identifica os restos do avião dentro do mar

Presidente da Indonésia dando os pêsames aos familiares.
Presidente da Indonésia dando os pêsames aos familiares.RUSMAN (AFP)

As más condições meteorológicas obrigaram, na quarta-feira, a suspensão das tarefas de busca dos ocupantes do voo QZ8501 que caiu no mar no domingo. “As fortes chuvas e o vento nos impediram de retomar a operação de busca nessa manhã”, assegurou o coordenador da Força Aérea Indonésia, S.B Supriyadi, segundo informações da agência Reuters.

O chefe da Agência Nacional de Busca e Resgate, Bambang Soelistyo, confirmou em entrevista coletiva o achado de seis corpos, três homens e três mulheres, um dos quais é um membro da tripulação que pôde ser reconhecido pelo uniforme. Um responsável pelas equipes de emergência revelou também que um dos corpos vestia o colete salva-vidas. Os cadáveres foram levados para a cidade de Pangkalan Bun, situada a 200 quilômetros das águas onde os restos foram encontrados, à espera da melhora do tempo para realizar sua identificação. Centenas de profissionais, entre eles uma equipe de mergulhadores, estão preparados para retomar as tarefas de busca quando as condições meteorológicas permitirem.

Mais informações

As equipes de resgate, que utilizam um sistema de busca por sonar, asseguram ter detectado a fuselagem da aeronave a três quilômetros do local onde os restos foram encontrados. Na terça-feira foi avistada uma “sombra” no fundo do mar atribuída ao corpo principal da aeronave, e no momento ainda não foi possível determinar se está inteira ou trata-se somente de uma parte. Alguns veículos de comunicação locais informaram que o avião está de ponta cabeça, fato não confirmado pela Agência.

Depois de três dias de uma intensa busca nas quais participaram profissionais de até oito países, as autoridades indonésias e a companhia aérea confirmaram que os restos encontrados na terça, entre eles uma porta de avião, uma rampa de emergência e várias peças da equipagem, correspondiam ao voo QZ8501. O avião, com 162 pessoas a bordo, desapareceu dos radares na manhã de domingo no meio do caminho entre a cidade indonésia de Surabaya e Singapura.

Outro dos objetivos é recuperar as caixas pretas do avião, com as quais se espera entender o que aconteceu em um acidente cujas causas ainda não estão claras. As autoridades de aviação indonésias explicaram na terça-feira que foi negada a permissão para que o avião subisse de altura, tal como o piloto havia solicitado, por conta do intenso tráfego aéreo na região. O capitão pediu para desviar-se ligeiramente da rota marcada e passar dos 9.800 metros para os 11.600 pelas más condições meteorológicas. Quando, alguns minutos depois, a torre de controle tentou comunicar que ele poderia subir somente para os 10.400, o sinal já havia caído e o avião havia desaparecido dos radares. O avião não emitiu nenhuma chamada de emergência.