Seleccione Edição
Login

Thor, a deusa do trovão

A Marvel transforma o herói nórdico em um personagem feminino

Desenho do número 1 da nova era de Thor. Ampliar foto
Desenho do número 1 da nova era de Thor.

"Diz a inscrição no martelo de Thor: 'Aquele que empunhar este martelo, se digno for, possuirá o poder de Thor'. É hora de atualizar essa inscrição". Assim Wil Moss, editor da Marvel, explicava ontem a decisão da empresa de transformar o herói inspirado no deus do trovão da mitologia nórdica em um personagem feminino. O anúncio, feito através do site da empresa que, junto com a DC, lidera o mercado de quadrinhos, causou um alvoroço entre os fãs, despertando todo tipo de reações. Mas a mudança (a nova série terá início em outubro) não parece revogável: "Esta nova Thor não é uma substituta temporária do sexo feminino, é a única e verdadeira Thor, e é digna", garante a Marvel.

O filho de Odin é, talvez, um dos super-heróis que mais encarnam o estereótipo da masculinidade: robusto, barbudo e extraordinariamente forte, os principais interesses de Thor são o campo de batalha e enfrentar os inimigos com brutalidade. O martelo de Thor foi empunhado por diferentes personagens desde sua criação em 1962 – incluindo um alienígena, um clone-ciborgue e uma breve transformação em rã –, mas eram todos homens. Só houve mulheres Thor ao longo da história do herói em digressões da trama, como universos alternativos ou um crossovers com os personagens de X-Men, no qual Tempestade tomava o martelo. "Mas Thor nunca foi uma mulher", afirmou Moss em entrevista à revista Time. Com essa mudança, a Marvel mira diretamente o mercado feminino, cada vez maior em um mundo até então dominado por homens, tanto na criação, como no consumo.

"Não é Lady Thor. Não é Thorita. É Thor. O Thor do Universo Marvel. Mas é diferente de qualquer Thor que já vimos antes", diz Jason Aaron, roteirista da nova série, cuja arte ficará a cargo de Russell Dauterman. A empresa situa a nova deusa do trovão em uma estirpe de "personagens femininos fortes" da marca: Capitã Marvel, Tempestade, Viúva Negra... Com este, são oito os títulos da Marvel protagonizados por mulheres.