El Salvador em estado de alerta pela erupção de um vulcão

O Chaparrastique registrou 20 erupções nos últimos 300 anos As autoridades evacuaram mais de mil pessoas

O volcão Chaparrastique expulsa cinza no leste de El Salvador
O volcão Chaparrastique expulsa cinza no leste de El SalvadorH. Garay (AFP)

O presidente salvadorenho, Mauricio Funes, se solidarizou com a população afetada na região leste dessa nação centro-americana, que sofreu as consequências de uma inesperada erupção do vulcão Chaparrastique na manhã desse domingo. As autoridades evacuaram 1.635 habitantes das zonas montanhosas em função da erupção que provocou vibrações e emanações de cinzas e gás. O Chaparrastique é um vulcão muito ativo. Os registros indicam que teve ao menos 20 erupções nos últimos 300 anos. A última levantou cinza e gás a altitudes entre cinco e dez quilômetros. Os ventos levaram as cinzas até o oeste de El Salvador, alcançando as fronteiras com a vizinha Guatemala.

"Felizmente, nosso país agora conta com um moderno Centro de Monitoramento que nos permite estar permanentemente vigilantes e adotar as medidas necessárias diante dessa repentina erupção", garantiu Funes, acrescentando que "uma equipe de vulcanólogos e outros cientistas do Ministério do Meio Ambiente encontram-se na zona do Chaparrastique realizando os estudos correspondentes e monitorando o fenômeno". Ele também afirmou que "não há vítimas nem danos graves".

Diante da campanha proselitista que está em curso com vistas às eleições presidenciais de 2 de fevereiro de 2014, o presidente salvadorenho pediu aos partidos políticos "que se abstenham de fazer uso eleitoral dessa emergência. Ele os convidou a canalizar qualquer ajuda através das instituições que formam o Sistema Nacional de Proteção Civil"

Um relatório preliminar indica que ao menos 47 escolas foram cobertas de cinzas, assim como algumas ruas e estradas, nas quais funcionários do Ministério de Obras Públicas realizam trabalhos de limpeza

O alerta se mantém embora as vibrações e emanações de cinzas tenham diminuído, garantiu Marn em um boletim no qual explica o evento. De acordo com este organismo oficial, a parte intensa da erupção se desenvolveu entre as 10:30 horas (14:30 hora de Brasília) e as 13 horas (17h de Brasília) desse domingo. "Essa erupção, iniciada às 10:30 hora local desse domingo, consistiu numa coluna eruptiva de gases e cinzas, que se elevou a aproximadamente entre cinco e dez quilômetros de altura. A nuvem de cinzas está sendo transportada pelos ventos em direção ao oeste do país", informou o Marn.

Por segurança, o governo salvadorenho recomendou à população do entorno tomar medidas de precaução e avaliar de forma constante a situação de risco, não se aproximar da zona e seguir as instruções dadas pela Direção Geral de Proteção Civil.

Arquivado Em: