Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

6.000 ou 10.000 passos, quanto é preciso caminhar diariamente?

Autoridades de saúde e fabricantes de aplicativos concordam em suas recomendações. Mas a distância varia segundo o tamanho da perna ou o ritmo.

Medir os passos que damos pode ser uma boa maneira de controlar nosso exercício.
Medir os passos que damos pode ser uma boa maneira de controlar nosso exercício. Agência Brasília

Em plena efervescência da corrida, os médicos de família continuam apostando em deixar para lá as extravagâncias olímpicas e começar a andar para manter uma saúde de ferro. Diante da pergunta de quanto é preciso caminhar, lançam uma cifra mágica: 10.000 passos. "Não se trata de vestir o uniforme e sair correndo como loucos, mas de passear a um ritmo que nos permita notar um aumento de frequência cardíaca mas com o qual possamos conversar com alguém. E durante o tempo suficiente para produzir efeitos notáveis no organismo", aponta Francisco Camarelles, do Grupo de Educação para a Saúde e Promoção da Sociedade Espanhola de Medicina de Família e Comunitária.

O divertido do número mítico é que sua origem não vem de um estudo sisudo de laboratório, mas de uma campanha de marketing da marca japonesa Yamasa para vender podômetros. Aproveitaram a deixa dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 1964 para incentivar as pessoas a se movimentarem e medir quanto caminhavam por dia. Falar de quilômetros sempre assusta, então optaram por traduzir em passos, que sempre parece um desafio mais aceitávell. E 10.000 é um número bonito, muito marqueteiro, mais redondo do que 8.500 ou 11.236, para dar um exemplo, que são números próprios de sorteio da loteria e não de campanha publicitária. Batizaram o apetrecho de manpo-kei, que significa exatamente 10.000 passos. Abocanharam o mercado e o resto é história. A ideia pegou tanto que todas as grandes autoridades médicas do mundo se dão por satisfeitas com os dez mil passos. Tanto que muitos aplicativos para incentivar o movimento, como as famosas pulseiras Fitbit, assumem esse valor como padrão.

Antes de sair dando voltas, porém, surgem dúvidas razoáveis. Equivale a quantos quilômetros? É a mesma coisa para homens e mulheres? Quanto tempo demora? A resposta é vaga. Tudo depende do comprimento do passo, mais rápido à medida que se aumenta a velocidade. O que, por sua vez, está diretamente relacionada com o comprimento da perna. Se você for baixinho está condenado a dar mais passos para cobrir a mesma distância, assim é a natureza. Em outras palavras: se as mulheres têm uma estatura média menor do que a dos homens, terão de dar mais passos. Muitas variáveis no ar que levam a que os especialistas não se ponham de acordo com a distância percorrida nos famosos 10.000 passos. Nem quanto tempo cada ser humano deve investir para percorrê-la. Para alguns, equivaleria a cerca de 8,5 km, algo que em passo rápido pode dar mais de uma hora de caminhada, muito acima dos 30 minutos sugeridos pela OMS. "Recentemente comentava com outros colegas da área de saúde, porque efetivamente não fica claro, e a distância com maior consenso é cerca de 5 quilômetros (vamos lembrar que se trata de uma marcha forte, não de caminhada de domingo). Para uma pessoa normal trata-se de uma hora caminhando. É um objetivo ambicioso, muito acima da meia hora de atividade física recomendada pela OMS, mas alcançável. Também não precisa fazer em seguida. Tudo conta: a saída de casa para pegar o ônibus, quando vamos almoçar, quanto andamos à tarde. No fim, não é tão descabido", afirma Camarelles.

A linha seguida por Camarelles reconhece que os espanhóis caminham em média 4.000 passos por dia, muito abaixo dessa meta. Talvez por isso outras autoridades de saúde se satisfaçam com objetivos mais realistas. Por exemplo, o Ministério da Saúde do Japão sugere entre 8.000 e 10.000 passos. O Fórum Nacional contra a Obesidade do Reino Unido estabelece uma média entre 7.000 e 10.000. "O importante é propor o desafio de que as pessoas se movimentem. Se várias pessoas saírem para andar ao mesmo tempo, cada uma percorrerá uma quantidade diferente de passos. Mas todas ganharão em saúde."

MAIS INFORMAÇÕES