Explosão em Beirute

A explosão de Beirute em oito sequências cotidianas

Na última terça-feira, a detonação de um armazém no porto interrompeu a rotina dos cidadãos da capital do Líbano

À esquerda, Israa Seblani posa no dia do casamento, à direita, na mesma rua destruída pela explosão no porto de Beirute. Em vídeo, oito sequências diárias durante a detonação.(EPV)

A explosão desta terça-feira no porto de Beirute, que deixou mais de uma centena de mortos e 5.000 feridos, segundo o Ministério da Saúde libanês, surpreendeu a joven Israa Seblani, que estava fazendo fotos para seu dia de casamento naquele dia. No vídeo que acompanha a matéria, Seblani é vista posando quando ela e o fotógrafo foram atingidos pela onda consequente da detonação de um armazén de nitrato de amônio na capital libanesa. Ela e outros cidadãos tiveram o dia a dia interrompido pela explosão de repercussão internacional.

Mais informações

O estrondo foi tão forte que foi ouvido no Chipre, a 200 quilômetros de distância, e foi registrada pelos sensores do Instituto Geológico dos Estados Unidos como um terremoto de magnitude 3,3 na escala Richter. Foram causados danos materiais importantes em mais de um quilômetro ao redor do epicentro do acidente. O Governo decretou duas semanas de estado de emergência na capital e mais três dias de luto pelo que chamam de maior catástrofe sofrida em anos na capital do Líbano.

Mais informações

O mais visto em ...

Top 50