COMUNICAÇÃO

Pepa Bueno é a nova diretora do EL PAÍS

Javier Moreno continuará vinculado ao projeto e Aimar Bretos assumirá a direção do ‘Hora 25’ na rádio Cadena SER

A jornalista Pepa Bueno, em imagem de arquivo.
A jornalista Pepa Bueno, em imagem de arquivo.Carlos Rosillo

Mais informações

O Conselho de Administração do EL PAÍS concordou em iniciar o processo de nomeação de um novo diretor para o jornal. Assim, o presidente e executivo-chefe do EL PAÍS, Carlos Núñez, sugeriu Pepa Bueno para o cargo, em substituição a Javier Moreno, que continuará vinculado ao projeto.

Profissional com ampla trajetória no mundo da mídia, Pepa Bueno se incorporou à rádio Cadena SER em 2012, quando também passou a fazer parte do Comitê Editorial do Grupo PRISA. Atualmente, apresenta o programa Hora 25 na SER, que, com mais de um milhão de ouvintes, é líder em sua faixa horária, e colabora habitualmente com o EL PAÍS. Ao longo de sua extensa carreira profissional, Pepa Bueno gerenciou com sucesso numerosas equipes e redações, e combina um profundo conhecimento da rádio com experiência na mídia impressa e na televisão, o que reforça o novo posicionamento do grupo, baseado na convergência de todos os seus veículos.

O novo responsável pelo Hora 25 será Aimar Bretos, até agora o número dois de Pepa Bueno no programa. Bretos, um dos jovens talentos da Cadena SER, conta com ampla trajetória no rádio, fundamentalmente no Grupo PRISA, onde trabalhou em diversos espaços informativos, entre eles Hoy por Hoy.

Como previsto no Estatuto da Redação do EL PAÍS, a proposta de substituição deve ser comunicada ao Conselho Editorial, que o submeterá a uma votação sem caráter vinculante por parte da equipe do jornal. Após o resultado da consulta, o Conselho de Administração do EL PAÍS ratificará a nomeação, que também deve ser objeto de consideração favorável pelo Conselho de Administração do PRISA, assim como de seu Comitê de Nomeações, Remunerações e Governança Corporativa.

O Conselho de Administração do EL PAÍS agradeceu a Javier Moreno sua dedicação e profissionalismo à frente do jornal, que dirigiu com grande êxito. Em sua última etapa, desde junho de 2020, Moreno impulsionou decisivamente a transformação digital do jornal e, especialmente, o novo modelo de assinatura, que em apenas um ano alcançou quase 110.000 assinantes digitais.

Estas mudanças culminam o processo de reorganização da área editorial do PRISA Media, cujo objetivo é uma gestão transmídia coordenada de todos os seu ativos (tanto de rádio como de imprensa), baseada em plataformas transversais, o que permite maximizar o alcance dos conteúdos com uma visão global para todo o mercado de língua espanhola.

Pepa Bueno (Badajoz, 1963) é formada em Jornalismo pela Universidade Complutense de Madri. Começou sua carreira nos serviços informativos da Rádio Nacional da Espanha na Estremadura e, posteriormente, chefiou o setor de notícias da RNE em Aragón e em Madri.

Em 1991, incorporou-se à RTVE para dirigir o noticiário regional, primeiro na Andaluzia e depois em Madri. Em setembro de 1996, foi nomeada subdiretora do programa de atualidades Gente, e oito anos depois passou a comandar Los Desayunos de TVE, combinando sua responsabilidade com diferentes participações em outros programas da mesma rede.

Em 2009, assumiu a direção e apresentação da segunda edição do Telediario da TVE, obtendo diversos reconhecimentos, até que em 2012 se incorporou ao Hoy por Hoy da Cadena SER, mantendo a liderança de audiência durante toda sua etapa à frente do programa. Em 2019, foi nomeada diretora do noticiário noturno Hora 25. Durante estes anos, Pepa Bueno também colaborou em programas das emissoras Telecinco e Cuatro.

Bueno tem combinado sua atividade na televisão e no rádio com múltiplas colaborações com a imprensa, incluindo o EL PAÍS, no qual escreve atualmente, Diario 16, El Periódico de Catalunya e La Vanguardia, entre outros.

Ao longo de sua extensa trajetória profissional, Pepa Bueno recebeu numerosos prêmios e reconhecimentos, entre eles o Micrófono de Oro, Prêmio Media Tenor de Melhor Telejornal do Mundo, Prêmio Ondas, Prêmio Francisco Cerecedo de Jornalismo, Prêmio de Jornalismo Europeu Salvador de Madariaga, Prêmio Manu Leguineche de Jornalismo Internacional e Prêmio Agustín Merello da Associação da Imprensa de Cádiz.

Javier Moreno (Paris, 1963) é formado em Química – especialidade Industrial – pela Universidade de Valência (1988). Exerceu a profissão na Alemanha — Basf, Ludwigshafen — até 1992, quando cursou o master de Jornalismo UAM-EL PAÍS. Trabalhou inicialmente na editoria de Economia do jornal e em 1994 se incorporou à edição do México, embrião do atual EL PAÍS América, como chefe da Redação do então Distrito Federal. Depois de seu retorno à Espanha, em 1997, somou-se à seção de Internacional. Em 1999, foi nomeado chefe da editoria de Economia e em 2002 assumiu como correspondente do jornal em Berlim. Em 2003, foi nomeado diretor do jornal econômico Cinco Días.

Em 2005, retornou ao EL PAÍS, inicialmente como subdiretor encarregado da edição dominical, e posteriormente como diretor-adjunto. Em 2006, coincidindo com o 30º aniversário do jornal, foi nomeado diretor, cargo que exerceu até maio de 2014. Nesses anos, o EL PAÍS realizou a primeira grande reforma da edição impressa desde sua fundação. Também promoveu a fusão das redações impressa e digital para lançar a atual edição digital.

A Redação do jornal participou de reportagens internacionais exclusivas, como sobre o vazamento de telegramas secretos do Departamento de Estado dos EUA, em conjunto com o The New York Times e o The Guardian, e sobre o caso conhecido como Chinaleaks, assim como de importantes revelações na Espanha, como o caso dos documentos de Bárcenas, entre muitas outras. Em 2013, lançou a edição América do jornal.

Depois de deixar a direção do EL PAÍS em 2014, Moreno foi o diretor-fundador da Leading European Newspaper Alliance (LENA), que reúne oito jornais líderes na Europa (Le Figaro, Le Soir, Tages-Anzeiger, Tribune de Genève, Die Welt, La Repubblica, Gazeta Wyborcza e EL PAÍS). Dirigiu a Escola de Jornalismo UAM-EL PAÍS de dezembro de 2017 a junho de 2018, quando foi nomeado diretor do EL PAÍS América, com sede na Cidade do México. Dois anos depois, em junho de 2020, assumiu novamente a direção do EL PAÍS em Madri.

Apoie a produção de notícias como esta. Assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$

Clique aqui

Inscreva-se aqui para receber a newsletter diária do EL PAÍS Brasil: reportagens, análises, entrevistas exclusivas e as principais informações do dia no seu e-mail, de segunda a sexta. Inscreva-se também para receber nossa newsletter semanal aos sábados, com os destaques da cobertura na semana.

Arquivado Em:

Mais informações

Pode te interessar

O mais visto em ...

Top 50