Tribunal Especial afasta governador de Santa Catarina por 180 dias

Vice-governadora assume o cargo durante o julgamento do impeachment de Carlos Moisés, do PSL. A exemplo do também afastado Witzel, do Rio, político se distanciou do bolsonarismo

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, do PSL, afastado neste sábado.
O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, do PSL, afastado neste sábado.Divulgação

Um Tribunal Especial de Julgamento formado por deputados estaduais e desembargadores aprovou na madrugada deste sábado, por seis votos a quatro, uma denúncia que dá início ao processo de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), que a partir de agora fica afastado provisoriamente de suas funções por 180 dias. Quem assume o posto durante esse período é a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido), que também estava sendo julgada e acabou tendo a denúncia contra ela rejeitada. É o segundo governador afastado do cargo nos últimos meses, após processo semelhante vivido por Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro.

Apoie nosso jornalismo. Assine o EL PAÍS clicando aqui

O argumento para o processo de impeachment é que o governador teria cometido crime de responsabilidade ao dar aumento salarial no ano passado aos procuradores do estado, para equiparar seus vencimentos com o dos procuradores da Assembleia Legislativa local, a Alesc, por meio de uma decisão administrativa sigilosa – quando supostamente deveria ter sido feito através da aprovação de um projeto de lei pela assembleia.

Mais informações

Além disso, há o aspecto político da questão. Assim como no caso Witzel, do Rio, Moisés se elegeu surfando na onda do bolsonarismo – mas acabou se afastando do presidente Jair Bolsonaro, e desse modo viu minguar sua base de apoio no Legislativo.

Essa falta de apoio político foi decisiva no julgamento. O Tribunal Especial é formado por cinco cinco deputados da Alesc e cinco desembargadores do TJ-SC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina). Em uma longa sessão, que começou na manhã de sexta-feira e entrou pela madrugada de sábado, todos os políticos votaram contra o governador ―e apenas um magistrado seguiu a mesma linha. Já no caso da vice-governadora, houve empate de cinco a cinco, de forma que o presidente do tribunal de julgamento, desembargador Ricardo Roesler, fez o voto de minerva, contra o afastamento de Daniela Reinehr

Agora, com Moisés afastamento, esse Tribunal passa a julgar o caso propriamente dito. Esse processo, que inclui atos como checagem de provas e tomada de depoimentos, se dá durante os 180 dias do afastamento. Caso seja condenado, daí Carlos Moisés perde o cargo de forma definitiva.

Distanciamento

Moisés foi se afastando do bolsonarismo ao longo de seu mandato por se mostrar um governante moderado. Seus colegas de partido começaram a chamá-lo abertamente de traidor. “Não se trata de quem assumirá o posto em seu lugar, mas de tirá-lo do poder por ter traído o presidente e restabelecer a honra dos nossos eleitores”, escreveu o deputado Jessé Lopes (PSL). O mal-estar tem suas razões. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo no ano passado, Moisés classificou de “sandice” a militância de extrema direita das redes sociais, “o pessoal da arminha”. Também taxou agrotóxicos, incentivou agricultura orgânica e até recebeu militantes do MST em reunião. “Qualquer pessoa que raciocine um pouco, que saia do padrão mediano, vai entender que não se pode incentivar o uso [de agrotóxico]”, afirmou à Folha. Também se mostrou aberto a pautas dos movimentos LGBTI e indígena. “Quem tem preconceito tem que trabalhar a cabeça para se livrar deles. O Estado tem que se aproximar”. Além disso, Moisés se aproximou do governador de São Paulo, João Dória, outro desafeto do presidente, no início da pandemia.

Arquivado Em

Recomendaciones EL PAÍS
Recomendaciones EL PAÍS
Logo elpais

Você não pode ler mais textos gratuitos este mês.

Assine para continuar lendo

Aproveite o acesso ilimitado com a sua assinatura

ASSINAR

Já sou assinante

Se quiser acompanhar todas as notícias sem limite, assine o EL PAÍS por 30 dias por 1 US$
Assine agora
Siga-nos em: