UEFA Champions League

Liverpool remonta de forma épica contra o Barcelona e volta à final da Champions League

Sem Salah e Firmino, ingleses tiveram noite mágica em Anfield e golearam os espanhóis por 4 a 0

Wijnaldum, Alexander-Arnold e Henderson comemoram gol do Liverpool.
Wijnaldum, Alexander-Arnold e Henderson comemoram gol do Liverpool.Dave Thompson / AP

Mais informações

Liverpool fez, outra vez, história na UEFA Champions League. Depois de perder a partida de ida por 3 a 0 na Espanha, a equipe inglesa se superou e, mesmo sem as estrelas Salah e Firmino, goleou o Barcelona por 4 a 0 nesta terça-feira, no estádio Anfield Road. Origi e Wijnaldum marcaram duas vezes cada e devolveram os Reds para a final da Champions um ano após o vice-campeonato da temporada passada. Em um primeiro tempo frenético, os donos da casa começaram em um ritmo alucinante: logo aos seis minutos, Henderson perdeu um gol dentro da área mas Origi, no rebote, abriu o placar. O gol animou a torcida e o time, que passou boa parte da etapa inicial pressionando o Barça e atrapalhando a saída de bola catalã. Os visitantes só conseguiram tranquilizar o jogo quando Messi achou contra-ataques e assustou a zaga inglesa. Alisson fez ao menos três grandes defesas, que ajudaram o Liverpool a chegar no intervalo com o 1 a 0 a favor.

Com um pique parecido, o Liverpool iniciou o segundo tempo atrás dos dois gols, com uma diferença: lesionado, Robertson deu lugar a Wijnaldum. Após 11 minutos em campo, o holandês já tinha marcado duas vezes; a primeira, completando cruzamento rasteiro de Alexander-Arnold da direita e, a segunda, marcando de cabeça após levantamento de Shaqiri pela esquerda. O 3 a 0 era o suficiente para levar o confronto para a prorrogação, mas o jogo tinha mudado; Messi e Suárez, que incomodavam a defesa na primeira etapa, não tocavam mais na bola. Até que, 20 minutos após o terceiro gol, Arnold percebeu a distração da zaga catalã, bateu escanteio rápido e Origi, livre, só precisou deslocar Ter Stegen para fazer 4 a 0.

Com a épica goleada a favor, o Liverpool resistiu até os minutos finais e viu Anfield explodir com o apito do árbitro. O resultado dá uma nova chance para o time de Jurgen Klopp ser campeão europeu, um ano após perder a final para o Real Madrid. A decisão, marcada para o dia 1 de junho em Madri, será contra o vencedor da outra semifinal, entre Tottenham e Ajax.

Veja como contamos Liverpool x Barcelona:

Debido a las excepcionales circunstancias, EL PAÍS está ofreciendo gratuitamente todos sus contenidos digitales. La información relativa al coronavirus seguirá en abierto mientras persista la gravedad de la crisis.

Decenas de periodistas trabajan sin descanso para llevarte la cobertura más rigurosa y cumplir con su misión de servicio público. Si quieres apoyar nuestro periodismo puedes hacerlo aquí por 1 euro el primer mes (a partir de junio 10 euros). Suscríbete a los hechos.

Suscríbete