Tragédia no CT do Flamengo

Incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, o Ninho do Urubu, deixa pelo menos dez mortos no Rio

Três pessoas estão em estado grave após chamas atingirem o alojamento do CT. Presidente do Flamengo diz ser a maior tragédia da história do clube

Pessoas aguardam por informação na porta do Centro de Treinamento.
Pessoas aguardam por informação na porta do Centro de Treinamento.RICARDO MORAES / REUTERS

Mais informações

Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos e três feridos graves, na madrugada desta sexta-feira. O fogo atingiu o alojamento da categoria de base, onde atuam os atletas adolescentes. Começou por volta de 5h e pouco mais de uma hora depois já havia sido controlado. Segundo o Corpo de Bombeiros, dormiam no local jovens entre 14 e 17 anos. De acordo com informações dos Bombeiros e da Defesa Civil, o local não possuía todas as autorizações e laudos necessários para operar. A identidade das vítimas fatais está sendo divulgada conforme as famílias são avisadas pelo clube. Dos dez mortos, nove eram atletas e um ainda não foi identificado.

De acordo com o tenente-coronel dos bombeiros Douglas Henaut, em uma entrevista coletiva no final desta manhã, os bombeiros chegaram ao local por volta de 5h20 e encontraram do lado de fora do alojamento três vítimas feridas, mas conscientes. Elas foram levadas para um hospital municipal e estão estáveis, uma delas em estado mais grave, com queimadoras de terceiro grau, o tipo mais grave. Do lado de dentro do prédio, entretanto, só foram localizadas vítimas fatais. "Queimou tudo, o alojamento todo", afirmou ele. "Tentamos localizar alguém vivo, mas só encontramos os corpos", lamentou.

De acordo com ele, a perícia trabalha para descobrir as causas da tragédia no Flamengo. Segundo o vice-governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, informações preliminares apontam que o fogo teria começado em um aparelho de ar-condicionado. Uma força-tarefa foi montada no Instituto Médico Legal (IML) do Rio, que já recebeu a maior parte dos corpos. A identificação será feita por meio de DNA.

Em um pronunciamento rápido à imprensa no início desta tarde, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, afirmou que o clube está colaborando com as autoridades para que as causas do incêndio sejam apuradas e que "não vai poupar esforços para tentar minimizar a dor das famílias" das vítimas. "É a maior tragédia pela qual o clube já passou nesses 120 anos" destacou.

Muitos familiares e amigos dos jogadores, alguns de outros Estados, estão na porta do centro de treinamento aguardando informações. O pai de um dos meninos afirmou que conseguiu contato com o filho, que está bem, mas muito assustado. “Ele disse que acordou com uma fumaça, por volta das 5h, chamou um amigo e saiu correndo [...] Não consegue falar direito, só chora”, afirmou em entrevista às redes de televisão que estão no local da tragédia. O centro de treinamento fica no bairro da Vargem Grande.

A tragédia comove o mundo do esporte: vários times se solidarizaram nas redes com o Flamengo e com os familiares das vítimas, entre eles a Chapecoense, que há dois anos viveu outra tragédia, e o Fluminense, principal adversário.

Por meio de suas redes sociais, o clube disse estar em luto e lamentou o ocorrido, mas ainda não há detalhes sobre as circunstâncias do incêndio no Ninho do Urubu.