Nick Carter, do Backstreet Boys, é investigado por estupro

Promotores encarregados do caso, que tramita em Los Angeles, não revelaram o nome da denunciante, mas o músico já havia sido acusado em novembro do mesmo tipo de agressão, por fatos ocorridos há 15 anos

Nick Carter num show no Central Park, Nova York, em 13 de julho.
Nick Carter num show no Central Park, Nova York, em 13 de julho.Debra L Rothenberg (WireImage)

MAIS INFORMAÇÕES

Nick Carter, de 38 anos, integrante da banda Backstreet Boys, está sendo investigado por um suposto estupro, segundo informações do Ministério Público do condado de Los Angeles (Califórnia, EUA). O caso, revelado só agora, foi apresentado por iniciativa do Departamento de Polícia de Santa Mônica, depois de um inquérito policial contra o artista feito em fevereiro. Não se sabe nome da pessoa que apresentou a denúncia, mas as autoridades especificaram que o caso está a cargo do departamento de investigações criminais.

Não é a primeira vez que Nick Carter é apontado como autor de um estupro. Em novembro do ano passado, a vocalista Melissa Schuman, da banda Dream, o acusou publicamente de ter cometido esse crime contra ela. A artista fez a acusação, que surpreendeu a todos, numa detalhada publicação em seu blog pessoal. Nela, relatou que a agressão ocorreu quando ela tinha 18 anos, e ele, 22.

Nick Carter em um show em 2018.
Nick Carter em um show em 2018. (Getty Images)

Carter respondeu a essa acusação numa nota enviada à revista People: “Estou impactado e triste pelas acusações de Schuman. Melissa nunca me disse, quando estivemos juntos ou em qualquer momento desde então, que o que fizemos não foi consentido”. O artista deu então alguns detalhes a mais sobre sua relação com Melissa Schuman e explicou que os dois tinham gravado uma canção e atuaram junto, mas se defendeu a todo momento especificando que ele sempre foi “respeitoso” e “compreensivo” com ela tanto em nível pessoal como profissional.

O membro do Backstreet Boys também mostrou sua surpresa com os graves fatos que Schuman aponta e manifestou que as declarações da cantora em seu blog eram a primeira notícia que tinha sobre eles: “Esta é a primeira vez que escuto essas acusações, quase duas décadas depois”.

Segundo Schuman, ela tentou denunciar o ocorrido na época e conversou com seu agente, mas juntos decidiram não seguir adiante porque o processo exigiria uma elevada quantia em dinheiro, já que precisariam enfrentar um adversário, Nick Carter, representado por um dos advogados mais poderosos do país.

Arquivado Em: