Seleccione Edição
Login

Disney interrompe os ‘spin-offs’ de ‘Star Wars’ após o fracasso de Han Solo

Lucasfilm suspende temporariamente os projetos relacionados ao universo ‘A Star Wars Story’ para se concentrar no ‘Episódio IX’ da saga principal

Quadro de ‘Han Solo: Uma História Star Wars’.
Quadro de ‘Han Solo: Uma História Star Wars’.

O fracasso de Han Solo: Uma História Star Wars começa a ter consequências. O segundo spin-off produzido pela Disney em torno da saga galáctica, sobre a vida da mítica personagem de Harrison Ford antes do encontro com Luke Skywalker, alcançou resultados mornos de bilheteria, que levaram a Lucasfilm a interromper, por enquanto, a produção da série de projetos enquadrados sob o nome A Star Wars Story.

Desde que a Disney comprou a produtora de George Lucas em 2012 com o desejo de retomar a saga Star Wars, os resultados de bilheteria foram impecáveis. O primeiro projeto, o aguardado Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força, tornou-se nada menos que o terceiro filme de maior bilheteria da história, superando os 2 bilhões de dólares (7 bilhões de reais). A série de spin-offs começou com Rogue One, que também funcionou de forma muito eficaz: arrecadou cerca de 1 bilhão de dólares, quatro vezes mais que o valor investido. O último episódio da saga principal, Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi, também alcançou números muito bons e conseguiu entrar no top 10 dos filmes de maior bilheteria da história no final de 2017 (agora já foi ultrapassado pelo dois últimos sucessos da Marvel, Pantera Negra e Vingadores: Guerra Infinita, e ficou na décima primeira posição).

No entanto, os números de Han Solo: Uma História Star Wars ficaram longe de seus antecessores. O filme de Ron Howard não só não alcançou 1 bilhão de dólares em receita, como também mal recuperou o dinheiro investido com uma bilheteria global de cerca de 300 milhões de dólares até hoje, um terço do alcançado por seu único precedente nos spin-offs da saga, Rogue One. Duas semanas atrás, no The Hollywood Reporter, o analista de Wall Street Barton Crocket apontava que, levando em conta a campanha de marketing bilionária, o prejuízo do filme pode chegar a 80 milhões de dólares.

As consequências desse mau desempenho não demoraram a aparecer. Segundo o site Collider, a Disney decidiu suspender os projetos em andamento vinculados ao universo de spin-offs composto, até o momento, por Rogue One e Han Solo. Por isso foram interrompidas a produção de um filme sobre Obi-Wan Kenobi e as conversas com James Mangold, diretor de Logan, a respeito de um possível filme sobre Boba Fett, que haviam ganhado força nas semanas que antecederam a estreia de Han Solo.

Agora, a Lucasfilm está concentrada no Episódio IX da saga principal, que chegará aos cinemas em dezembro de 2019 e também prevê uma nova trilogia com novos personagens, dirigida por Rian Johnson, que já se encarregou de Os Últimos Jedi. Além disso, também se começou a falar sobre uma nova série de filmes que seria dirigida por David Benioff e D.B. Weiss, showrunners de Game of Thrones.

O fracasso de Han Solo: Uma história Star Wars nas bilheterias é atribuído a uma combinação de dois fatores: uma escolha infeliz da data de estreia, muito próxima de dois grandes sucessos como Vingadores e Deadpool 2, e a gestão atrapalhada do projeto em si – no meio do processo foram demitidos os dois diretores, Phil Lord e Christopher Miller, e grande parte das sequências teve de ser regravada sob a direção de Ron Howard.

MAIS INFORMAÇÕES