Real Madrid

Zidane: “Não é o momento de falar de Neymar, veremos depois da Champions”

A duas semanas da final contra o Liverpool, o técnico do Real Madrid afirma que os rumores sobre a possível chegada do brasileiro não estão perturbando a equipe

Emilio Naranjo (EFE)

MAIS INFORMAÇÕES

Restam duas semanas para a final de Kiev – a terceira seguida para o Real Madrid; a quarta em cinco anos – e na mídia da Espanha e de outros países já se começou a falar da possível chegada de Neymar ao clube espanhol. Segundo o jornal francês Libération, o pai do jogador brasileiro já começou a trabalhar para que seu filho saia do PSG ainda em meados deste ano, depois de uma única temporada no clube. Perguntaram sobre isso a Zidane três vezes na manhã desta sexta-feira na coletiva de imprensa de Valdebebas, que antecede a partida da Liga contra o Celta, a última no Bernabéu, a penúltima do campeonato.

"É impossível que esteja aqui na próxima temporada?", "É compatível em termos futebolísticos com Cristiano Ronaldo?", indagaram ao técnico francês. “Não sei [se é impossível ou não], não cabe a mim dizer isso. Eu estou preocupado com o que falta [de jogos]. Depois da final de Kiev se falará com o clube, certamente haverá mudanças, mas agora...”, respondeu Zidane. "Neymar é compatível com Cristiano?", insistiram. “Os bons entre eles são sempre compatíveis. Quando era jogador me diziam que não era compatível com Youri Djorkaeff. Que bobagem essa! Ganhamos uma Copa do Mundo juntos. Fora não sei, mas os bons em campo sempre têm química”, respondeu o treinador.

Pediu Neymar? É certo que o Madrid está negociando?. “Isto não sei, não acredito porque o que importa é o que estamos fazendo agora. Eu não pedi Neymar e não vou entrar nisso, temos que acabar bem a temporada, do resto se falará depois”, respondeu. Perguntaram-lhe também se a duas semanas da final de Kiev os jogadores ficam incomodados com o fato de que se esteja falando de possíveis contratações em vez de se destacar o que este grupo conseguiu, classificando-se para três finais seguidas.

"Não estamos preocupados, nem isso do Neymar vai nos perturbar. Estamos focados na final”, garantiu o técnico francês. Lembraram-lhe o que tinha dito durante a coletiva de imprensa, que não havia pedido a contratação do brasileiro. O que pensa dele? “O que eu disse é que não é o momento de falar de Neymar”, arrematou.

Arquivado Em: