Seleccione Edição
Entra no EL PAÍS
Login Não está cadastrado? Crie sua conta Assine

A vereadora Áurea Carolina fala sobre o cenário político atual no ‘Voz Ativa’

No programa, ela fala sobre a trajetória da vereadora Marielle Franco e novas formas de fazer política

A convidada desta segunda-feira, 16 de abril, do programa Voz Ativa, é a vereadora Áurea Carolina (Psol). Eleita por Belo Horizonte, ela é cientista social, especialista em gênero e igualdade e mestre em Ciência Política. No programa, Áurea fala da trajetória da vereadora carioca Marielle Franco, assassinada depois de denunciar a violência nas comunidades do Rio de Janeiro e criticar a intervenção federal na cidade. Ela trata também das novas formas de mobilização política surgidas a partir dos movimentos populares, que defendem pautas feministas e de promoção das juventudes das periferias e das populações negras. O programa vai ao ar às 22h15 na Rede Minas e também pode ser assistido pela página do programa no Facebook.

Para o debate, o apresentador Florestan Fernandes Júnior conta com as participações dos jornalistas Sergio Lirio, editor-chefe da revista Carta Capital; Heloísa Mendonça, do EL PAÍS Brasil; Marcela Martins, da Rede Minas; Marcelo Freitas, do portal BHaZ; e do cientista político Rubens Goyatá Campante.

Áurea Carolina de Freitas, 34 anos, nasceu em Tucuruí, no Pará. Cresceu e se formou em Belo Horizonte. Nas eleições de 2016, foi a vereadora mais votada da capital mineira. Como muitos ativistas de sua geração, sua trajetória política começou nas ruas, em diálogo com a cultura, o movimento hip hop e iniciativas populares ligadas aos direitos humanos. Áurea foi subsecretária de Políticas para as Mulheres de Minas Gerais.

O Voz Ativa, que estreou em janeiro deste ano, já contou a presença do dramaturgo Zé Celso, da filósofa feminista Djamila Ribeiro, do jornalista Juca Kfouri, da antropóloga e especialista em segurança Pública Jaqueline Muniz, entre outros. Vai ao ar todas as segundas-feiras, às 22h15, com transmissão simultânea nas páginas no Facebook do EL PAÍS e da Rede Minas.

MAIS INFORMAÇÕES