Comey acusa Trump de ser “mentiroso” e tratar as mulheres como “pedaços de carne”

Em uma entrevista, o ex-diretor destituído pelo presidente faz acusações contra ele. Comey diz que suposta festa com prostitutas deixou Trump vulnerável chantagem do Kremlin

Mais informações

Nunca os Estados Unidos poderiam imaginar tamanha guerra de insultos entre um presidente da nação e um ex-diretor do FBI, seu principal órgão policial. Na noite deste domingo, em uma aguardada entrevista na televisão, James Comey, ex-chefe da agência de investigação destituído por Donald Trump, lançou uma bateria de acusações contra o inquilino do Salão Oval, apresentando-o como um mentiroso compulsivo, dizendo que trata as mulheres como “pedaços de carne” e afirmando que seu suposto encontro entre ele e prostitutas em Moscou o deixou mais vulnerável a possível chantagem do Kremlin.

Na entrevista concedida à rede ABC, Comey diz que Trump é uma “mácula” para todos os que trabalharam ou trabalham com ele e um ‘dinamitador’ das normas e princípios fundamentais dos Estados Unidos. Também o comparou com um chefe da máfia, como faz em seu livro A Higher Loyalty: Truth, Lies and Leadership (Uma lealdade maior: verdade, mentiras e liderança, da Flatiron Books), que será lançado nesta terça-feira e cujos excertos antecipados inundaram a imprensa norte-americana. “Essa cultura de liderança me vem constantemente à mente quando penso na Administração Trump”, disse Comey, aludindo à etapa de sua carreira em que combateu o crime organizado em Nova York.

“Nosso presidente deveria encarnar uma figura de respeito e aderir aos valores que estão no âmago deste país”, disse Comey à ABC. Ele considerou que “o mais importante” em um presidente é que diga a verdade e que Trump “não tem capacidade para isso”. “É moralmente incapaz de ser presidente”. “Não compro essas coisas de que ele é mentalmente incompetente ou que tem estágios iniciais de demência”, acrescentou.

Com essa saraivada contra Trump em um programa de televisão, a batalha entre ambos já se tornou um espetáculo público de audiência de massa. E Comey poderia ser a testemunha-chave no caso de o promotor especial Robert S. Mueller III decidir levar Trump a julgamento na investigação que realiza por obstrução da Justiça.

Trump não esperou que a entrevista fosse ao ar e desde a primeira hora de domingo disparou raios e relâmpagos em seu Twitter contra Comey. “O escorregadio James Comey, um homem que acaba sempre mal e fora de controle (não é inteligente). Cairá como o pior diretor do FBI da história, no mínimo!”, escreveu. E também: “Nunca pedi lealdade pessoal a Comey. Nem sequer conhecia esse sujeito. É só outra de suas mentiras. Seus ‘memorandos’ são de autosserviço e FALSOS!”. Comey foi demitido em maio de 2017 por Trump, na época já pressionado pela investigação sobre a suposta confabulação entre sua campanha e o Kremlin para prejudicar nas eleições presidenciais de 2016 a candidata democrata Hillary Clinton.

O mais visto em ...Top 50