Seleccione Edição
Login

Quem são os bilionários da criptomoeda

Revista especializada em negócios publica a primeira lista de novos ricos da moeda virtual

bitcoin
Representação visual do Bitcoin GETTYIMAGES

A revista Forbes, conhecida por fazer listas das pessoas mais ricas do mundo, publicou esta semana o primeiro ranking dos bilionários em criptomoedas. De acordo com a lista, Chris Larsen, fundador da moeda virtual ripple, rival do bitcoin, é a pessoa com maior riqueza em moedas virtuais, com um total de 8 bilhões de dólares (cerca de 26,3 bilhões de reais). A lista inclui nomes como o ex-executivo do Goldman Sachs Joseph Lubin ou os gêmeos Winklevoss, que acusaram Mark Zuckerberg de ter lhes roubado a ideia do Facebook. Na quinta-feira (8), a cotação do bitcoin era de aproximadamente 8.500 dólares (cerca de 28.000 reais).

As criptomoedas surgiram em 2009 e estima-se que apenas um pequeno grupo que participou desde a sua criação detenha a maior parte da riqueza, embora tenha sido introduzida como um modelo que democratizaria o sistema financeiro. De acordo com a lista que a Forbes publicou na quarta-feira, existem 19 bilionários em moedas digitais. No entanto, é um mercado muito volátil. Sem ir mais longe, nesta semana a cotação do bitcoin despencou mais de 30%, atingindo valores inferiores a 8.000.

Quando a Forbes publicou a classificação – baseada nas cotações de 19 de janeiro de 2018 –, Chris Larsen liderava, com uma riqueza estimada de cerca de 8 bilhões de dólares. No entanto, quando o ripple atingiu seu pico naquele mesmo mês, sua riqueza ultrapassava 60 bilhões de dólares, o que o tornava mais rico do que Mark Zuckerberg, o criador do Facebook. De acordo com a revista de negócios, a volatilidade da cotação diária das criptomoedas em janeiro de 2018 foi de 10,25% no caso do bitcoin; 12,62% para o ether; e 16,75% para o ripple. Valores como o ouro têm volatilidade inferior a 1%.

A lista da Forbes mostra que quase todas as pessoas que aparecem na classificação participaram da fundação de moedas digitais ou estavam envolvidas com elas há anos. Além disso, chama a atenção o perfil daqueles que compõem a lista: são todos homens e, ao contrário da lista de pessoas mais ricas da América da Forbes, a idade média é de 42 anos e não 67. Para entrar no ranking é necessário ter mais de 350 milhões de dólares em criptomoedas.

Larsen é seguido por Joseph Lubin, ex-executivo do Goldman Sachs e cofundador da Ethereum, uma plataforma baseada no blockchain. A Forbes aponta que Lubin possui uma riqueza em divisas virtuais que vale entre 1 e 5 bilhões de dólares. A revista estima os números em faixas porque é difícil indicar uma quantidade exata, uma vez que não é necessário revelar a identidade ao comprar criptomoedas e muitos proprietários não oferecem prova de sua riqueza ou preferem não se expor por razões de segurança e privacidade. “Baseamos nossos números em valores de portfólio de criptomoedas (alguns deram provas de sua riqueza), lucros depois de impostos pelo câmbio de criptobens e participações em negócios relacionados com moedas digitais”, explica a Forbes no artigo.

A lista dos primeiros cinco classificados é completada por Changpeng Zhao, executivo-chefe da plataforma de compra e venda de criptomoedas Binance (entre 1,1 e 2 bilhões de dólares, de 3,6 a 6,5 bilhões de reais); os gêmeos Cameron & Tyler Winklevoss, com um total entre 900 milhões e 1,1 bilhão de dólares em moedas digitais; e Matthew Mellon, um investidor independente e herdeiro da BNY Mellon, uma das maiores fortunas bancárias dos EUA. A Forbes estima que mantém um total entre 900 milhões e 1 bilhão de dólares em criptomoedas.

Há cerca de 1.500 tipos de criptomoedas diferentes com um valor aproximado de 550 bilhões de dólares (1,8 trilhão de reais), 31 vezes mais que no princípio de 2017. Esse tipo de divisa encontra parte de sua demanda em negócios do mercado negro ou evasão de impostos e, por isso, adquire a cada dia novos inimigos: reguladores do mercado das bolsas europeias e norte-americanas e até Governos de diversos países, como a China. No entanto, o bitcoin nasceu depois da crise como parte de uma ideologia libertária que desconfiava de autoridades como bancos centrais, responsáveis por velar pela estabilidade das moedas.

LISTA DOS MULTIMILIONÁRIOS DA MOEDA DIGITAL

1. Chris Larsen: o cofundador da criptomoeda ripple, de 57 anos, tem riqueza estimada entre 7,5 e 8 bilhões de dólares (24,5 e 26,3 bilhões de reais).

2. Joseph Lubin: o executivo da Goldman Sachs e cofundador da Ethereum (plataforma baseada no blockchain), de 53 anos, tem criptomoedas com valor entre 1 e 5 bilhões de dólares (3,28 e 16,5 bilhões de reais).

3. Changpeng Zhao: o executivo-chefe da Binance (plataforma de compra e venda de criptodivisas), de 41 anos, acumula uma fortuna entre 1,1 e 2 bilhões de dólares

4. Cameron & Tyler Winklevoss: os gêmeos de 36 anos, donos da Capital, têm um total entre 900 milhões e 1,1 bilhão de dólares em moedas digitais.

5. Matthew Mellon: o investidor de 54 anos e herdeiro de uma das maiores fortunas bancárias dos EUA (BNY Mellon), possui entre 900 milhões e 1,1 bilhão de dólares.

6. Brian Armstrong: com um total entre 900 milhões e 1 bilhão de dólares, Armstrong, fundador da Coinbase, está na posição número 6 da classificação, aos 35 anos.

7. Matthew Roszak: o fundador da Tally Capital e cofundador da Bloq, de 45 anos, conta com um total entre 900 milhões e 1 bilhão de dólares em divisa digital.

8. Anthony Di Iorio: com 43 anos, o cofundador da plataforma da blockchain Ethereum tem entre 750 milhões e 1 bilhão de dólares em criptomoedas.

9. Brock Pierce: também cofundador da Ethereum e outras plataformas de moeda digital, Pierce tem uma riqueza em criptomoedas entre 700 milhões e 1 bilhão de dólares, aos 37 anos.

10. Michael Novogratz: antes da crise, Novogratz esteve na lista de milionários da Forbes em 2007, voltou, porém, a acumular uma fortuna com as micromoedas. Aos 53 anos, estima-se que tenha uma riqueza entre 700 milhões e 1 bilhão de dólares.

11. Brendan Blumer: é executivo-chefe da Block.one, uma empresa de blockchain. Com 31 anos, tem entre 600 e 700 milhões em criptodivisas.

12. Dan Larimer: tambem parte da Block.one, Larimer tem 35 anos e entre 600 e 700 milhões em moedas digitais.

13. Valery Vavilov: cofundador e executivo-chefe da Bitfury, uma empresa de prospecção de bitcoins, Vavilov tem entre 500 e 700 milhões de dólares, aos 38 anos.

14. Charles Hoskinson: o ex-executivo-chefe da plataforma de blockchain Ethereum tem entre 500 e 600 milhões de dólares em criptomoedas. Com 30 anos, criou a lohk, um construtor de criptodivisas para empresas, entidades governamentais e instituições acadêmicas.

15. Brad Garlinghouse: executivo-chefe da Ripple, com 47 anos, acumula um total entre 400 e 500 milhões de dólares em moedas digitais.

16. Barry Silbert: aos 41 anos, com uma riqueza entre 400 e 500 milhões em criptomoedas, Silbert é conhecido por criar a Second-Market, uma empresa de intercâmbio de ativos.

17. Vitalik Buterin: com 24 anos é o criador da Ethereum e tem uma fortuna entre 400 e 500 milhões de dólares em criptodivisas.

18. Tim Draper: o fundador da Draper Associates, de 59 anos, tem um total entre 350 e 500 milhões de dólares;

19. Song Chi-Hyung: é o fundador da Upbit, que em apenas quatro meses se transformou na maior intermediadora de criptodivisas da Coreia do Sul. Com 38 anos, Chi-Hyung tem entre 350 e 500 milhões de dólares.

Fonte: Revista Forbes

MAIS INFORMAÇÕES