Seleccione Edição
Login

Lorde renuncia “por vergonha” após chegar dois minutos atrasado ao Parlamento britânico

Demora de Michael Bates o impediu de responder à pergunta de deputada sobre disparidade salarial

Michael Bate pede desculpas por sua demora nesta quarta-feira
Michael Bate pede desculpas por sua demora nesta quarta-feira

O secretário de Desenvolvimento Internacional do Reino Unido, Michael Bates, renunciou nesta quarta-feira por chegar tarde ao Parlamento, o que o impediu de responder a uma pergunta formulada pela deputada trabalhista Ruth Lister. A reação do envergonhado secretário deixou os parlamentares aturdidos, mas a primeira-ministra britânica, Theresa May, não aceitou a demissão dele, por considerá-la “desnecessária”.

O pedido de perdão de Bates à deputada da oposição surpreendeu tanto ou mais do que sua decisão de renunciar ao cargo. Em um tom que o The Guardian qualificou como dramático, o secretário do Governo conservador ofereceu suas “mais sinceras desculpas pela descortesia” e acrescentou que, nos cinco anos em que teve “o privilégio de responder às perguntas em nome do Executivo”, sempre acreditou que os funcionários do Governo devem “alcançar os mais elevados níveis de cortesia possíveis”. Bates acrescentou durante sua intervenção que estava “absolutamente envergonhado” com o atraso, e em seguida anunciou sua renúncia. Ao terminar de falar, o secretário colocou seus papéis embaixo do braço e deixou a tribuna, diante do olhar atônito dos lordes, que compõem a Câmara alta do Parlamento britânico.

Bates deveria estar no Parlamento às 15h para responder a uma pergunta sobre disparidades salariais, mas chegou alguns minutos mais tarde. Na ausência dele, outro membro de seu grupo se encarregou da resposta. Segundo a imprensa britânica, o dirigente conservador se atrasou porque os discursos que antecedem às perguntas, e que normalmente as atrasam, respeitaram os tempos previstos nesta quarta-feira.

Um porta-voz do Governo britânico disse que lorde Bates apresentou sua renúncia com sua “habitual sinceridade”, por ter chegado tarde a uma pergunta oral. Esse mesmo porta-voz, entretanto, especificou que sua demissão foi considerada desnecessária. A equipe de Theresa May quis salientar a seriedade com que seus dirigentes assumem suas responsabilidades e mostrou sua satisfação pela decisão de Bates de continuar no cargo.

Michael Bates ocupa o cargo de secretário de Desenvolvimento Internacional desde outubro de 2016, mas antes disso desenvolveu uma longa carreira política. Entre 1992 e 1997 foi deputado pelo distrito de Langbaurgh, e desde então ocupou vários cargos na administração pública.

MAIS INFORMAÇÕES