Queda de ponte mata nove pessoas na Colômbia

Estrutura que ligaria Bogotá a Villavicencio caiu com 20 operários em cima. Inauguração seria em março

A ponte que ligaria Bogotá a Villavicencio, após o desabamento
A ponte que ligaria Bogotá a Villavicencio, após o desabamentoJAIME SALDARRIAGA (REUTERS)

Mais informações

Pelo menos nove pessoas morreram e três ficaram feridas após o desabamento de uma ponte em construção que ligaria Bogotá a Villavicencio, no sudeste da Colômbia. A Unidade de Gestão de Riscos, presente no local, confirmou que não há mais desaparecidos sendo buscados. A estrutura seria inaugurada em março.

O acidente ocorreu na segunda-feira na região montanhosa conhecida como Chirajara, onde está sendo duplicada a rodovia Bogotá-Villavicencio. A obra inclui a construção de dezenas de viadutos e pontes ao longo dos 120 quilômetros de percurso, numa área com orografia complexa. A ponte que caiu tinha 446 metros de comprimento, a mais de 280 metros de altura. As vítimas eram soldadores que estavam na parte baixa da estrutura. No momento da tragédia, dezenas de outros operários estavam no horário de almoço.

A empresa Coviandes, encarregada das obras no trecho afetado, disse que “as causas [do desmoronamento] ainda são desconhecidas e serão tema de investigação”. O ministro dos Transportes, Germán Cardona, viajou ao local do acidente e comentou que há exatamente um mês esteve com o presidente Juan Manuel Santos visitando as obras. “É uma ponte estaiada e faltavam só 20 metros para terminar o fechamento definitivo”, disse Cardona.

Bombeiros de Villavicencio e das localidades próximas de Guayabetal e Cáqueza foram mobilizados para os trabalhos de socorro. Através da Unidade de Gestão de Risco de Desastres, o Governo enviou uma equipe de 64 especialistas em busca e resgate em grandes alturas, para prestar apoio à Agência Nacional de Infraestrutura nos trabalhos de socorro aos operários.