A última loucura da seita Cavaleiros do Fio de Cristal: esconder meninas em tambores no deserto de Utah

Líder do grupelho ajudou um pai a raptar e esconder suas duas filhas em um rancho sem comida e com temperaturas abaixo de zero

John Coltharp.
John Coltharp.Uncredited (AP)

MAIS INFORMAÇÕES

Lund é um lugar esquecido. Tem três ruas sem asfalto e só um morador. Em seus arredores vivem 20 pessoas em um raio de 25 quilômetros. Localizada no meio do deserto de Utah, essa área isolada, deprimida e abandonada está afastada da lei. Talvez por isso John Alvin Coltharp escolheu o rancho de uma seita religiosa para sequestrar seus quatro filhos após uma disputa com sua ex-mulher sobre a custódia das crianças. As duas filhas, de quatro e oito anos de idade, foram descobertas essa semana, presas em dois tambores de plástico de 200 litros, nos quais estiveram durante mais de 24 horas sem comida e bebida submetidas a gélidas temperaturas. Os dois filhos apareceram horas antes no interior de uma casa próxima. O pai e outro homem foram presos.

Não era a primeira vez. Em setembro, Coltharp, de 33 anos, desapareceu com seus quatro filhos pouco antes de sua esposa Micha Soble lhe pedir o divórcio. A mulher, que se casou aos 16 anos, pediu uma ordem de restrição e a custódia das crianças por medo de que sofressem “danos imediatos e irreparáveis”. Soble chegou a descrever seu esposo como um homem que “vive preparado para o Juízo Final e acredita que o mundo vai acabar logo”. Nessa semana, sua previsão se materializou. Após uma disputa sobre a custódia de seus filhos, o pai e os quatro menores desapareceram.

Samuel Shaffer, o profeta da seita que colaborou com Coltharp.
Samuel Shaffer, o profeta da seita que colaborou com Coltharp. (AP)

Coltharp, que faz parte de uma seita religiosa na região pediu ajuda ao líder do grupo, Samuel Warren Shaffer, para raptar as crianças e escondê-las. Colocaram as meninas, sem roupas de proteção, em dois tambores de água vazios, localizados em um jardim a temperaturas abaixo de zero. Segundo as informações da polícia, as meninas estavam desidratadas, famintas e nervosas. Em uma casa pré-fabricada a 16 quilômetros de distância, os homens esconderam também as duas filhas de Shaffer, de cinco e sete anos, por motivos desconhecidos. Os filhos de Coltharp foram encontrados a salvo em uma fazenda nos arredores.

As autoridades encontraram as crianças graças a uma denúncia anônima. “Se não tivéssemos recebido a pista, as meninas teriam morrido”, afirmou o xerife do condado. Os dois homens foram presos e respondem por numerosos crimes, entre eles obstrução da justiça e sequestro em primeiro grau. Shaffer também está sendo investigado por abuso sexual de menores.

Há anos, de acordo com o depoimento de Soble, Coltharp se tornou mais radical com as ideias perturbadoras da seita cujo profeta era Shaffer. O pai considerava que suas filhas deviam se casar aos 12 anos, desconfiava da medicina comum e era contra o uso de calmantes durante o parto. “Preferia ver suas filhas mortas do que sob custódia policial”, afirmou a mulher sobre Coltharp em uma ocasião.

Arquivado Em: